Sonho meu

Tenho sonhado muito. Sonhos difíceis de descrever.

Um leito hospitalar que vira meio de transporte e me leva numa viagem… A cama – onde eu dormi até casar – destruída pela minha mãe, e as gavetas debaixo da cama, onde eu guardava minhas memórias, estraçalhadas. E sempre a viagem, a pressão da viagem, alguém me cobrando alguma coisa que eu não consigo executar direito.
Depois fico pensando no que sonhei e entendo, mas não consigo explicar. Fico com a sensação de estar vivendo um processo, a tal “viagem”. Estou indo para algum lugar e não sei bem aonde quero chegar. Não quero ter que destruir meu passado para alcançar o futuro. Não preciso de ninguém me dizendo quando ir, nem como. Só sei que estou indo.
|-| Monix |-|

10:49 PM

Duas cariocas
Duas jornalistas
Duas mães
Duas cores
Duas vidas, unidas pelo acaso
Duas semelhanças
Duas diferenças

Duas Fridas

11:02 AM

%d bloggers like this: