Volta ao Mundo

Sou da Geração Coca-Cola. Cresci só lendo os quadrinhos dos jornais. Ok, você venceu, batata frita.

Claro que nem por isso fiquei idiota. Eu odeio Jorge Bucho, e também acho o Michael Moore mais um americano babaca, embora esteja do lado certo da força.
Qualquer um que leia jornais, freqüente cinema ou assista TV deve ter a mesma sensação de que estamos no auge do processo da globalização, que vem a ser um novo nome para o velho e bom imperialismo ianque.
Por tudo isso, tenho pensado muito em como criar meu filho com novas referências. Com a possibilidade de conhecer outras culturas. De saber que ele é, além de brasileiro, latino-americano.
Daí que ontem estava numa livraria e vi esse belo livro: “A Volta ao Mundo em 52 Histórias”, da Companhia das Letrinhas. São fábulas, contos de fadas e histórias folclóricas de países tão diversos quanto o Congo, a China, a Noruega, a França e o Brasil. Comprei sem nem consultar mentalmente meu saldo bancário. É cedo para ele ler, mas não quis perder a oportunidade. Por enquanto, quem irá se deliciar sou eu.
Nem mesmo comecei a ler o livro, e já fiz uma importante descoberta: a Cinderela não sou eu; a Cinderela é apenas uma personagem de uma história francesa. E a Branca de Neve é apenas parte da cultura alemã. Elas fazem parte do meu imaginário (e do seu). Claro que sim. Mas não foram inventadas pelo Walt Disney. Não são A CULTURA UNIVERSAL. São apenas a maneira que um determinado povo encontrou para contar uma determinada história – esta, sim, universal.

|-| Monix |-|

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: