Você melece, Monix

Fui incubida de escrever um texto para homenagear minha sócia mui amada, salve, salve Monix – texto esse que, obviamente, ficou aquém do que ela merece. Mas numa frase acho que acertei em cheio (‘muléstia a parte’) e portato cometo o ultraje de me auto-plagiar e reproduzi-la aqui:

“Se você pensa que ela é uma das Fridas que dão nome ao nosso blogue, está enganado – é a outra.”

Aqui acho que temos pelo menos uma pista desta pessoa fascinante e nada óbvia que me dá a honra de dividir com ela este blogue, misto de ateliê-laboratório-cozinha. Ela não está aonde se espera e aparece sempre que preciso; rejeita com fervor rótulos e esteriótipos – para si e para quem quer que seja. Duas Fridas são apenas duas, das muitas possibilidades desta mulher. Diria Jorge Mautner, “feliz de quem penetre os seus mistérios”.

Já escrevi homenagem, estive com ela ao vivo (morram de inveja!) mas não podia deixar de expressar aqui, na nossa casinha, esta declaração e meus desejos mais profundos, sinceros e intensos de que ela seja muito, muito feliz nesta nova idade. E que eu só espero continuar aqui, ” querendo te aprender o total/do querer do que há e do que não há em mim”.

Feliz nova idade, Monix.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: