Entredentes

A criatura estava no dentista – o que, convenhamos, já não é um bom começo. Cansada, como soi acontecer com mães de criança pequena. E ela tem dois. Sendo que o mais velho anda tendo ataques diários de fúria, de origem ainda não identificada. Para desabafar, ouvir uma opinião ou apenas pra distrair da sessão de tortura paga, ela comenta o fato com a dentista. Que deduz alegremente:

– Ainda bem que você é psicóloga, pra você deve ser bem mais fácil.

Ao que ela retruca, incisiva:

– E você deve tirar de letra dor de dente, né?

Helena Costa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Foto do Google

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Foto do Facebook

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: