Miguxês no Timor Leste?

Tá lá, no No Mínimo (“A Palavra É”, do Ségio Rodrigues):

Televizaun
27.06.2005 | É curiosa a semelhança entre algumas deformações presentes naquilo que se costuma chamar de “linguagem da internet” – e que na verdade não é linguagem nenhuma, mas apenas uma notação diferente para o velho português de sempre, uma simples brincadeira ortográfica – e certos modos de escrever consagrados em Timor Leste.
“Televizaun” é um dos “regionalismos” timorenses registrados pelo Houaiss que não fariam feio num bate-papo entre internautas crentes de que estão implodindo o idioma de seus pais e professores – uma ilusão ingênua que muita gente boa, sem querer, reforça e amplifica, ao reagir de forma alarmista a um modismo inócuo. Outros casos em que Timor Leste, apesar de todo o seu atraso econômico e social, demonstra estar na vanguarda dessa tendência: kuidadu, feriadu, tentasaun, paun.

Quem diria! O Miguxês*, na verdade, é Timorês.

-Monix-

* Miguxês=dialeto conhecido principalmente em sua forma escrita, utilizado basicamente pelas miguxaaaaaas :-)


Compreendendo seu filho é uma série de pequenos livros sobre psicologia infantil, desenvolvida pela Clínica Tavistock, de Londres, e publicada no Brasil pela Imago. Cada idade tem seu livrinho correspondente (há “Compreendendo seu bebê”, seu filho de 1 ano, de 3, etc.). Possui embasamento científico sem o jargão “psi”, e é acessível sem ser superficial. E tem trechos fantásticos como esse:

Quando a criança está com dois anos, a maioria dos pais já conseguiu superar suas frustrações e já se acomodou às alegrias e às tristezas de viver com o filho que tiveram. Eles já terão também algumas convivções a respeito do tipo de filho que têm: calmo , cordial, tímido, nervoso, muito sensível, insubordinado e assim por diante. O importante parece ser a capacidade dos pais de apreciar o mistério e a emoção de deixar que seu filho se torne aquilo que parece destinado a ser.

A lifetime job, diríamos…*

Duas Fridas

* A gente também acha que “ralouin é o cacete!”. Mas há expressões absolutamente adequadas para certas idéias, e essa adeuqação se perde muito na tradução.

11:10 PM

%d bloggers like this: