Ciranda

A brincadeira é tão deliciosa que pegou de jeito até nossas leitoras “desblogadas”. O resultado? Confiram:
Esqueçam da linha e da agulha: não gosto de começar listas com um monte de ”não sei”. E além do mais, depois dos 30 eu descobri que sei muita coisa que achava que não sabia. Então: eu desenho e pinto mal, mas engano muito bem, e tenho ótimas idéias. Adoro cantar e dançar, mas posso poupá-los ao menos de me ouvirem. Gosto mais de fotos e de montar álbuns do que de fotografar – álias, com um olho que não foca, isso é mesmo meio complicado, salve as digitais! Leio compulsivamente, escrevo menos do que gostaria. Tecnologia? Tenho muita preguiça de entendê-las – eu sei de quase tudo um pouco, e quase tudo maaal… Mas me encanto quando ela traz pessoas de verdade para perto de mim. Cartas, tenho todas as que recebi, guardo com o mesmo amor: fotos, cartas, livros, tudo que é de papel e me traz de volta sentimentos e emoções. Louca por gostos e sensações, canceriana com ascendente escorpião: não pise nos meus calos, porque eu choro, mas também mordo onde sei que vai doer. Rio e choro por dentro e por fora, mais transparente que eu, não conheço. Pessoas e animais me emocionam, e tento cultivar uma relação com plantas que nunca foi além da primeira florada. Cabelos mais escuros, mais claros, curtos, compridos, mas tudo sem muita interferência. Peso sempre um pouco acima do que eu gostaria, mas um dia eu chego lá ¿ e fico. Boa de garfo, faca e colher, sempre pronta a auxiliar alguém mais dotado no fogão. Como mais do que bebo, mas é melhor assim. Conselhos, opiniões, pitacos na sua vida: não precisa pedir, eu vou dar de qualquer jeito. E de graça. E só vou ficar furiosa se você não segui-los se gostar muito mesmo de você. Dinheiro? Tenho, mas não devo gastar. Amo com o peito aberto, não consigo esconder mesmo. Gosto de sol, de lua, de temperaturas amenas. De água e montanha. Vivo no Rio, e luto desesperadamente para assim continuar. Também adoro caixas e laços, e mais ainda de presentes – de ganhá-los e de dá-los também, quase na mesma intensidade. Preciso de muita atenção, mas não se preocupe: se você não me der, eu mordo devagar até você lembrar de mim…
Dedéia

Não sei pregar botões, nem costurar, muito menos tricotar. Sou muito descordenada também para pintura, mas faço uns desenhos legais quando meu filho pede(os amigos da pracinha, os personagens preferidos,etc). Gosto de dançar e amo cantar. Sei quase todas as músicas de cor, mas sou desafinadíssima. Quase todo o tipo de música me agrada. Vou do clássico ao sertanejo, sem preconceitos. Fiz uma aula de violão na vida, mas achei chato. Tiro fotos compulsivamente e às vezes acerto em algumas. Adoro ler e escrever, e tenho feito os dois menos do que gostaria(um dia as fridas ainda me fazem ter um blogue). Guardo todas as cartas, fotos, bilhetes, muitos ingressos de teatro, shows, filmes… Pessoas e suas diferentes histórias me fascinam. Sou Capricorniana, ascendente em Virgem e lua em Touro. Dizem que sou terra, pé no chão. Mas sonho muito. Amo gente e bicho, não ligo para plantas. Faço luzes bem de leve. Estou sempre de dieta e agora estou um pouco acima do peso ideal(quase sempre acho isso). Rio fácil e muito. Por dentro e por fora. Boa de garfo, de “copo” e uma tragédia no fogão. Dou e peço conselhos. E quase nunca os consigo seguir. Já fui muito ciumenta mesmo, daquelas sem controle. Hoje estou bem melhor. Gosto de inverno com sol. Morei em São Paulo e em Paris. Mas considero o Rio, a minha cidade, o melhor lugar para viver. Para mim, viajar é uma das melhores coisas do mundo, só que morro de medo de avião. Devo algumas coisas. As importantes, pago impreterivelmente. Adoro dar e ganhar presentes, não gosto que cantem parabéns para mim. Amo minha vida e estou completamente apaixonada pela maternidade. Mas sou capaz de dar umas dentadinhas de vez em quando.
Luisa Prado

%d bloggers like this: