Da série Favoritos das Fridas

Nossas cenas favoritas: Harry e Sally

A já clássica “Cena do orgasmo”. Pelo conjunto da obra: a encenação da Meg Ryan, a cara de babaca do Billy Cristal e a velha (mãe do diretor Rob Reiner) pedindo ao garçom o mesmo que ela. Genial e hilária.
Helê

No carro, indo para Nova York, acabam de se conhecer e Harry lança a questão polêmica: homens e mulheres não podem ser amigos, “por causa do sexo”. A Sally discorda, mas eu não. Adoro esse desvelamento de um assunto familiar a (quase) todo mundo, mas nunca verbalizado com a naturalidade que deveria. A tensão sexual é um fato. O que vamos fazer com ela, é outra história.
Monix

%d bloggers like this: