Evoé, Momo!

– Alô, comunidade! Chegou a hora!

– Vinha eu para o trabalho, quando surge na minha frente, no metrô, um frade (ou frei, um daqueles com aquelas roupas). Considerei rapidamente a possibilidade de ser uma fantasia, mas o traje era completo e quente, achei que se fosse fantasia ele estaria pelo menos de havaianas. Quando acabei de concluir isso, um segundo frade (ou frei) juntou-se ao primeiro. Aí eu fiquei de olho: mais um e virava um bloco!

– Comme il faut, o modelito de hoje: flores discretas e carnavalescas (?!) no cabelo e minha camisa rosa, com colarinho verde e a inscrição ”Mussum forevis” sob a foto do mesmo. Trabalhando, mas sem perder la candência jamás.

– Os versos mais belos que eu ouvi nesse carnaval são do samba da Mocidade Independente de Padre Miguel (eu não ouvi todos, mas isso não vem ao caso). Além de ser uma declaração de amor derramada, possui uma melodia linda e elegante, e qualquer um gostaria de dizer o mesmo de sua escola:

”A vida que pedi a Deus
A Mocidade me proporcionou”

Helê
PS: Gente, eu amei o Cabôco Comentadô que baixou por aqui!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: