ELE VOLTOU

Outubro 08, 2006


Pelas ondas do ciberespaço, mas viajando no lombo de uma mula*, eu recuperei a minha história de infância mais querida e valiosa: Pluft, o fantasminha. Foram segundos, ou melhor, minutos de perfeita paralisia ao ouvir o início da gravação, completando mentalmente as frases que nunca esqueci. Sim, eu ouvi com a minha filha, mas sem expectativa quanto a reação dela: era eu quem mais queria ouvir novamente o disco – agora transmutado em cd, convertido e gravado para sempre no meu coração.

Eu agradeço a todos os que foram tocados pela minha história com esse disco, porque certamente o desejo de cada um de vocês conspirou para esse reencontro. E ofereço os arquivos a quem quiser conhecer, rever ou apresentar aos filhotes esse fantasma que tinha medo de gente, mas aprende logo que diferente não é sinônimo de desigual.

Helê
Consegui os arquivos utilizando o E-mule, programa de troca de arquivos. Maneira, aliás, que já tinha tentando muitas outras vezes sem sucesso – parece que encontros desse tipo obedecem a um tempo específico, que não nos é dado compreender, apenas respeitar.

10:30 PM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: