Diarice

Novembro 10, 2006



Tenho esperanças de chegar aos 40 anos com aquele discurso serenamente triunfante de quem diz estar vivendo o melhor momento da vida. Ao menos tenho 3 anos pra descobrir como. Porque ter 37 tá foda. Novamente me lembro da Adélia quando diz, entre outras verdades, ”estou no começo do meu desespero”. Sinto-me no meio da minha vida (na melhor hipótese), sem saber o que fazer da outra metade,coberta de dúvidas, sem mapas. E carrego séria suspeita de que trata-se do início: ainda vai piorar antes de melhorar. Consolam-me os amigos e as canções. Justifica e ampara-me minha filha, âncora e farol, aquela que é cheia de juventude, certeza da possibilidade de fazer da queda um passo de dança e da procura um encontro.

Helê
PS: Ainda assim, com direito a trilha no Dufas Dial.

%d bloggers like this: