Inconveniente

Janeiro 03, 2007

Só ontem me dei conta de que nesse blog falo muito (além das bobagens habituais e das diarices eventuais) sobre política e pouco sobre ecologia, que é um tema ainda mais forte na minha vida que o primeiro. Nem sei bem o motivo. Enfim, hoje o tema é o planeta.

Assisti ontem ao documentário “Uma Verdade Inconveniente“, estrelado por Al Gore. Acredito que quase todo mundo que lê esse blog (oooi, ainda restou algum leitor aí?) já deve ter ouvido falar, ou mesmo visto o filme, que mostra a campanha de Gore pela redução de gases poluentes na atmosfera, cujo objetivo é deter o aquecimento global. Esta é, hoje, uma ameaça real ao equilíbrio – e à sobrevivência – do planeta Terra e de todas as espécies vivas que aqui habitam.

Os Estados Unidos são responsáveis pela maior parte das emissões tóxicas, e enquanto os norte-americanos não mudarem seus hábitos, pouco poderá ser feito. O principal passo seria a adesão de seu governo ao Protocolo de Kioto.

Mas o fato de o impacto de nossas ações do dia-a-dia ser baixo não nos exime da responsabilidade de viver uma rotina ecologicamente saudável. “Pensar globalmente, agir localmente”, aquela coisa toda.

site oficial da campanha de Gore reúne uma série de dicas simples, pequenos hábitos que podemos mudar. As propostas que selecionei (e traduzi muuuuito livremente) são as mais viáveis para o meu dia-a-dia, e as mais adaptáveis à realidade brasileira. A partir daí, cada um pode achar suas próprias soluções. O importante é cada um de nós tomar atitudes, ao invés de apenas assistir “O Dia Depois de Amanhã” e sair do cinema pensando: “puta filme de ficção científica, meu!” ;-)

-Monix-

Reduza suas emissões poluentes

A maior parte das emissões domésticas vêm de combustíveis fósseis queimados para gerar energia e calor. (Observação minha: no caso dos cariocas, frio também.) Ao usar a energia de maneira mais eficiente em casa, você pode reduzir suas emissões e diminuir sua conta de energia em mais de 30%.

Além disso, uma vez que a agricultura é responsável por cerca de 1/5 das emissões causadoras do efeito estufa, você pode reduzir suas emissões simplesmente cuidando do que você come.

 

Saiba como:

– Substitua lâmpadas incandescentes pelas compactas fluorescentes, que usam 60% menos energia. Essa simples troca irá economizar 136 kg de dióxido de carbono por ano.

– Suba o termostato do ar condicionado em 2º no verão. Quase a metade do consumo doméstico de energia vai para (aquecimento e) resfriamento. Você pode economizar mais de 900 kg de dióxido de carbono por ano com esse ajuste simples.

Limpe ou troque os filtros do ar condicionado. Limpar um filtro sujo pode economizar quase 160 quilos de dióxido de carbono por ano.

– Escolha produtos eficientes do ponto de vista energéticos quando fizer suas compras de eletrodmésticos (Observação minha: aqui no Brasil, basta procurar pelo selo Procel).

– Tire os eletroeletrônicos da tomada quando não estiverem sendo usados. Mesmo quando estão desligados, equipamentos como secadores de cabelo, carregadores de celular e televisões consomem energia. Na verdade, a energia utilizada para manter os relógios digitais acesos e os chips de memória funcionando respondem por 5% do consumo doméstico total de energia e jogam 18 milhões de toneladas de carbono na atmosfera a cada ano.

– Compre produtos de papel reciclado. A demanda por energia é reduzida em 70% a 90% para produção do papel reciclado, e ainda se evita a destruição de florestas no mundo. (Observação minha: além disso, é importante reforçar a ponta do consumo, criando demanda, porque não adianta apenas implementar a coleta seletiva se ninguém compra o papel reciclado. Além do mais, desde que o mundo é mundo a lei da oferta e procura vem funcionando relativamente bem: se todo mundo comprar reciclados, o preço vai acabar caindo.)

– Compre produtos alimentícios de sua região. Isso resulta em economia de combustível no transporte dos alimentos e revitaliza a economia da sua comunidade.

– Compre alimentos frescos em vez de congelados. Comida congelada usa 10 vezes mais energia para ser produzida.

– Compre alimentos orgânicos sempre que for possível. Solos orgânicos capturam e armazenam dióxido de carbono em níveis muito mais elevados que os solos das fazendas convencionais.

– Evite produtos com embalagens pesadas. Você pode economizar quase 550 kg de dióxido de carbono reduzindo 10% do seu lixo.

– Coma menos carne. O gás metano é o segundo gás mais importante do efeito estufa, e vacas estão entre suas maiores emissoras, a cada expiração.

– Mantenha seu carro regulado. Manutenção constante ajuda a melhorar a eficiência do uso de combustível e reduz emissões poluentes. Enquanto apenas 1% dos donos de carros fazem a manutenção de seus carros, bilhões de toneladas de dióxido de carbono são mantidas na atmosfera.

– Verifique seus pneus semanalmente e assegure-se de que estão calibrados. Pneus calibrados adequadamente melhoram o desempenho do carro em mais de 3%. Uma vez que a cada 3 litros de gasolina economizados corresponde uma redução de quase 9 kg de dióxido de carbono jogados na atmosfera, cada melhoria na eficiência de consumo de combustível faz diferença.

Conheça outras dicas de eficiência energética.

%d bloggers like this: