Blog day

Sexta-feira, Agosto 31, 2007


No melhor estilo ‘antes tarde que mais tarde ainda’, seguem 5 indicações de blogues bacanas:

– Descobri há pouquíssimo tempo, através do Papo de Homem e tenho gostado do que leio: Não dois, não um .

– O tema é cinema, um dos meus assuntos favoritos. E o nome do blog é irresistível: Rosebud é o trenó! Ora, como não?

– O Alex Castro faz parte das minhas leituras diárias desde que se perdeu do Oliver (eu me emocionei horrores, e olha que eu nem curto bicho). Pela constância, ele entra na minha lista seleta.

Mary W, com seu estilo incomparável e suas opiniões deliciosas sobre tudo, desde o final de Harry Potter até o julgamento do Zé Dirceu, não pode ficar de fora.

– E por último uma recomendação da Ângela que tem me feito rir demais nos últimos tempos, em que poucos motivos há para isso: Shoe me.

– Monix –

Ausência

Quinta-feira, Agosto 30, 2007


Pessoas,
Além da várias tarefas que nos roubam o tempo de postar, fomos atingidas essa semana pela notícia da morte do Alê, marido da Fal. Isso nos deixou tristes, chocadas, atônitas; sem palavras, litralmente. E nos relembrou, de maneira violenta, as palavras do poeta:

É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há

Renato Russo; em Pais e Filhos

Duas Fridas

Por que os homens brigam?

Sábado, Agosto 25, 2007

Por condicionamento biológico. Por causa do instinto ancestral de proteger a tribo. Porque gostam. Porque aprendem desde pequenos a “não levar desaforo para casa”. Porque sim. Porque acham que vão impressionar as mulheres. Porque sabem que vão impressionar os outros homens. Para justificar a grana que gastaram na academia. Para ter onde descarregar aquela testosterona toda. Todas as respostas acima. Nenhuma das respostas acima. Ninguém sabe o porquê. Na verdade, eles não brigam. O que você acha?

-Monix-

Update: Fontes seguras me informam que é sempre por causa de mulher. Ah, tá. A culpa tinha que ser nossa. 😉

Quarta-feira, Agosto 22, 2007

Julice para quem precisa de Julice.

Helê

Quarta-feira, Agosto 22, 2007


Julice para quem precisa de Julice.

Helê

Sexo na tela

Terça-feira, Agosto 21, 2007

Nunca me satisfaço com o sexo que assisto, seja na tv, no cinema, na internet. Ou é pudico demais, suprimindo o essencial, ou é desnecessariamente explícito, o close tão close que você até esquece que na outra ponta tem gente. Então acontece que só diante de cenas de sexo tenho rompantes de cineasta: fico mentalmente dirigindo atores, imaginando outros ângulos, selecionando trilha sonora e, claro, gritando com o roteirista pra melhorar o enredo.
Não, eu não vejo filme pornô. Mas só porque até hoje não gostei de nenhum. 😉

Helê

Diálogos musicais

Terça-feira, Agosto 21, 2007

No Rio de Tom e Vinícius, quando o morro descesse a cidade inteira cantaria. Uma bela imagem, ainda que um tanto submissa, porque era preciso que alguém desse vez ao morro, que não conquistaria espaço por si só. Já na poesia de Paulo César Pinheiro e Wilson das Neves, escrita poucos anos depois, o tom é de alerta: “Melhor é o poder devolver pra esse povo a alegria/Senão todo o mundo vai sambar no dia/Em que o morro descer e não for carnaval.” Embora a primeira tentação seja reduzir tudo a passado idílico X presente aterrorizante, a dualidade é falsa porque convivem hoje (e talvez sempre tenha sido assim) esses dois ‘morros’ idealizados, além de muitos outros. Análises pseudo sociológicas à parte, curtam os sambas: o primeiro repaginado pro Mart’nália; o segundo com o elegante Wilson das Neves. Ô sorte!

Powered by eSnips.com

Helê

%d bloggers like this: