Ausência

Quinta-feira, Agosto 30, 2007


Pessoas,
Além da várias tarefas que nos roubam o tempo de postar, fomos atingidas essa semana pela notícia da morte do Alê, marido da Fal. Isso nos deixou tristes, chocadas, atônitas; sem palavras, litralmente. E nos relembrou, de maneira violenta, as palavras do poeta:

É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há

Renato Russo; em Pais e Filhos

Duas Fridas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: