Fotos, postais, presentes…

Outubro 02, 2007

Atendendo a pedidos – tá, a UM pedido, da Beth Salgueiro (que não pede, demanda) – coloquei umas fotenhas do niver lá no Chatô. Vejam e comentem, que a exibição só é feita em troca disso, comentários, fuxicos, babados e eticeterás.

**
Eu coleciono cartões postais, vocês sabem. Não qualquer um de qualquer lugar, que toda coleção precisa de regras, né? Eu coleciono cartões dados por amigos, de lugares em que eles estiveram (ou em que vivem). Claro que eu aceito de bom grado os trazidos na mala e escritos aqui – afinal, o que vale é o fato do cidadão ter se lembrado de mim no meio de uma viagem, passando pela Fontana di Trevi ou vendo um carro da década de 50 em Cuba. Ou visitando uma cidade na Espanha. Mas, quando envia o cartão in loco, aí é a glória, que receber correspondência escrita à mão nos dias de hoje é simplesmente um luxo.
Quando o postal vindo do Porto chega no dia do seu aniversário então, mofio, aí é feito cartão de crédito, numtempreço.
Só mess Claudioluiz, o arquiteto das estrelas, pra ser capaz de tamanha elegância, não?
**
E quando eu achava que o aniversário tinha acabado, fazer o quê?, me preparava pra voltar a vida normal – porque aniversário é um entre travessões na vida da pessoa, pelo menos na minha – recebi uma caixa pelo correiro, linda, toda estampada em rótulos de bebida, e dentro uma legítima cachaça mineira, no nome e tudo? Chama Boazinha a pinga que a Meg mandou e chegou aqui na sexta-feira, assim para o enterro dos ossos. A-d-o-r-e-i, querida! Gracias!
**
Mas o presente que me fez berrar mais até agora foi nada mais nada menos que a primeira temporada completa do House! Coisa de Don Luciano, maridón seguro que não tem ciúmes da minha relação com o doutor.

%d bloggers like this: