O que você faria?

Janeiro 25, 2008



Abria a porta do hospício?
Trancava a da delegacia?
Dinamitava o meu carro?
Parava o tráfego e ria?
(Paulinho Moska)

It’s the end of the world as we know it
And I feel fine
(REM)

Desde que a humanidade se entende por gente, de tempos em tempos surgem profecias sobre o fim do mundo. As pessoas de antigamente acreditavam que catástrofes provocadas pela ira divina acabariam com a aventura humana na terra.
Hoje em dia, nesses tempos em que a Ciência é o novo Deus, o fim dos tempos só é verossímil se for explicado cientificamente, é claro. Daí que a Dani K achou uma história sobre um asteróide que vai passar perigosamente perto da Terra (embora a probabilidade de impacto seja de zero por cento) e já viajou na idéia de fim do mundo. Eu, que sempre quis pensar no que faria se só me restasse esse dia, me vi imaginando que, se o mundo fosse acabar no dia 29, eu teria até a próxima terça-feira para acertar minhas contas com a contabilidade cósmica nessa minha passagem pela Terra.

***

Se o mundo fosse acabar na terça-feira, eu não teria vindo trabalhar hoje. Teria ido passar o dia num lugar bonito com meu filho. Contaria para ele tudo o que aprendi nessa vida, e tudo o que gostaria de ter aprendido e não consegui, na esperança de que numa próxima vida, quem sabe?, em outro lugar, ele pudesse remotamente lembrar de uma voz que lhe contou tudo isso, um dia, em outra dimensão.
Passaria os próximos quatro dias vivendo cada pequeno prazer intensamente. Comeria chocolates, ouviria músicas, dançaria pelo meio da rua, namoraria muito, diria no ouvido d’Ele as coisas que ficam por dizer e acabam nunca sendo ditas.
Será que todo mundo saberia que o mundo estava dando seu último suspiro? Haveria medo, caos e pânico pelas ruas? Eu acho que não me desesperaria, apenas aproveitaria para ser feliz sem a angústia do amanhã.
Pensando bem, é uma boa receita para viver tranqüila, mesmo que o mundo não acabe na terça-feira.

-Monix-

%d bloggers like this: