Burrocracia

Precisei de um serviço do INSS. Procurei uma agência, recebi uma senha, uma informação e um desafio: “Tem 35 pessoas na frente da senhora. Vai esperá?” Ao que respondi solicitamente: “Vô, né?”. Uma hora e meia depois, tendo ainda umas 32 pessoas na minha frente, desisto e anoto o telefone 135, na esperança de que me forneçam alguma alternativa. Ligo. Tecle tal número para tal coisa. Teclo. Espero. Outras opções. Teclo de novo. Espero. Mensagens. Espero. Mais mensagens. Espero. Finalmente atende um ser humano, ou algo parecido, e eu pergunto se só posso fazer o que preciso na agência. A pessoa me dá a boa nova: “Não senhora, a sra pode calcular aqui, pelo telefone, e ir pagar depois em qualquer banco ou lotérica.” Que ótimo, que moderno, então por favor …. “Só que o sistema que calcula tá fora do ar e só vai voltar a funcionar na segunda-feira” (estávamos numa 5ª feira). Ah. Tá.

Helê

Aprendizado

Sabedoria é aprender a aceitar o que está sendo oferecido e a não esperar o que não está sendo oferecido.

-Monix-

%d bloggers like this: