24h

Cheguei em casa, empregada-babá estava com febre. Brinquei com menino, fiz meia hora de Wii Fit, dei banho, botei para dormir, preparei um omelete e o mingau do café da manhã (ao mesmo tempo), deixei a mesa posta. Dormi. Acordei antes do sol, de novo. Desmarquei a manicure, tirei o esmalte descascado. Dei o mingau do menino, aprontei para a escola, peguei ônibus, conversei com a professora, fiz uma social básica com a mãe da coleguinha. Tomei outro ônibus. Peguei o carro na revisão. Cheguei no trabalho, corrigi um erro no documento que tinha sido enviado ontem, avisei a quem de direito. Respondi e-mails, dei telefonemas. Providenciei o pagamento do IPVA. Empregada-babá avisou que não tinha melhorado. Tentei articular um esquema alternativo, mas meu esquema alternativo estava em reunião. Saí correndo, peguei menino na escola, deixei na casa do avô, dei banho, dei almoço, consegui organizar esquemas de leva-e-busca para a psicóloga e o judô. Engoli um almoço que nem sei que gosto tinha. Voltei correndo. Preparei uma apresentação importante para amanhã. Não consegui adiantar o serviço pendente. Li alguns blogs. Gastei uma pequena fortuna de estacionamentos. Esqueci de tirar dinheiro no banco, pedi emprestado. Tomei remédios diversos em horários variados. Marquei três exames em três clínicas diferentes. Atravessei o Rebouças três vezes. (Três é o número do dia.) Já que não estava fazendo nada, masquei um chiclete. Liguei para minha mãe para pedir ajuda e recebi uma notícia ruim (mas consegui a ajuda que precisava, o que foi bom). Suei horrores. Peguei muita, muita, muita chuva. Perdi o horário da análise por causa do engarrafamento provocado pela chuva. Voltei para casa. Incomodada ficava minha avó. 

Jack Bauer, my ass. Queria só ver esse gringo dando conta da maratona motherna de cada dia, amém.

-Monix-

Anúncios

Rapidinhas

* Descobri que estou a 3 graus de separação de Michelle Obama.

* Hoje acordei cedo, junto com a aurora. Pior que essa agora vai ser a rotina da minha vida.

* Almocei com vista para Luís de Camões. (Que, ironicamente, era cego.)

* Meu filho teve um ataque de pânico no circo.

* Faz calor. Muito.

-Monix-

Da série “Frases que eu amo”

82624062

Deixemos o pessimismo para tempos melhores.


Helê

Clichê

2789584300_52c465c1221

Desde que o Alex deixou um comentário aqui falando dos clichês do filme “O curioso caso de Benjamin Button” que eu tô com essa frase cabeça. Fiquei pensando que, na verdade, muitos clichês não deixam de ser boas idéias –  mesmo surrados,  como uma velha calça jeans confortável.

Helê

Burrocracia

Precisei de um serviço do INSS. Procurei uma agência, recebi uma senha, uma informação e um desafio: “Tem 35 pessoas na frente da senhora. Vai esperá?” Ao que respondi solicitamente: “Vô, né?”. Uma hora e meia depois, tendo ainda umas 32 pessoas na minha frente, desisto e anoto o telefone 135, na esperança de que me forneçam alguma alternativa. Ligo. Tecle tal número para tal coisa. Teclo. Espero. Outras opções. Teclo de novo. Espero. Mensagens. Espero. Mais mensagens. Espero. Finalmente atende um ser humano, ou algo parecido, e eu pergunto se só posso fazer o que preciso na agência. A pessoa me dá a boa nova: “Não senhora, a sra pode calcular aqui, pelo telefone, e ir pagar depois em qualquer banco ou lotérica.” Que ótimo, que moderno, então por favor …. “Só que o sistema que calcula tá fora do ar e só vai voltar a funcionar na segunda-feira” (estávamos numa 5ª feira). Ah. Tá.

Helê

Aprendizado

Sabedoria é aprender a aceitar o que está sendo oferecido e a não esperar o que não está sendo oferecido.

-Monix-

Odô Yá !

Salve Yemanjá!


 

Chegou, chegou, chegou
afinal que o dia dela chegou!

Dois de fevereiro, Dorival Caymmi

Helê

%d bloggers like this: