Dicas de sobrevivência

Gosto muito de um programa do Discovery chamado “À prova de tudo” (Man vs Wild, no original e com mais modéstia),  em que o gajo se põe a ensinar a sobreviver em lugares inóspitos e inclementes como o Saara, a Patagônia ou uma ilha deserta na Polinésia. O cabra em questão, um tal de Bear Gryls, “aventureiro prosfissional” (seja lá o que isso for), dá dicas importantes, daquelas que a gente reza pra nunca precisar – e reza mais ainda pra lembrar se a ocasião pedir. Ultimamente eles têm dado muita ênfase às comidas bizarras, como larvas e besouros, e parece haver discussões a respeito da idoneidade do programa. Mas eu gosto.

Dia desses baixei um podcast do programa em que Bear resume as dicas mais importantes para sobreviver em situações extremas, inclusive pela ordem em que devem ser executadas. São as seguintes:

  • Cuide de você mesmo – em lugares como o Saara ou o Alaska você pode morrer em 3horas, se exposto sem proteção. Então a primeira providência de todas é proteger a si mesmo.
  • Sinalize para o resgate – faça uma cruz, improvise uma bandeira, esteja certo de que o resgate poderá localizá-lo. Ou seja: peça ajuda.
  • Procure água e comida, nesta ordem. Back to the basics.

Ele comenta ainda a necessidade de despir-se de preconceitos para manter-se vivo – e isso inclui comer coisas repugnantes e experimentar  – e da importância de ter ao menos  uma razão, absoluta e incondicional,  para sobreviver. Esta condição parece estar por trás das mais dramáticas e inacreditáveis histórias de sobrevivência.

Não sei vocês, achei tudo muito útil. Porque viver é muito perigoso, diria Guimarães Rosa –  sabendo que se pode ficar à deriva sem sequer se aproximar do mar.

Helê

9 Respostas

  1. Lele, seu post me fez pensar o seguinte! NÓS SOMOS A PROVA DE TUDO!! Pense bem: somos obrigadas a ENGOLIR todo tipo de porcaria diariamente seja pra não perder o emprego, manter o casamento, não jogar a televisão pela janela, etc; temos que transpor obstaculos inimaginaveis como o racismo, o sexismo, a falta de grana, etc. E ainda tem os animais selvagens…..empresas, pessoas mal educados cheias de preconceitos, desrespeitosas e agressivas. Ainda temos que nos livrar de armadilhas (puxadas de tapete), fantasmas (poluição), mentiras, ….. Ufa…acho que depois dessa vou pra selva.
    bj

    Gostar

  2. Falando em “Fridas”, lembrei de vcs no Malba (Buenos Aires) semana passada.
    Entrei no museu e tava lá mó quadrão da Frida Khalo.

    :)

    Opa! Que luxo, sermos lembradas em pleno Malba! :-)
    Valeu, Ida!
    Beijos, Monix

    Gostar

  3. Cuma? pau doce?

    “mama, cadela”?

    Fridas, Fridas…
    huahauahauhaua

    Gostar

  4. No último semestre, lecionei uma disciplina chamada “Metodologia de Campo” na qual a primeira aula é dedicada a questões de segurança e prevenção de acidentes em trabalhos de campo.

    Muito interessante esse programa do Bear Gryls, ainda não conhecia.

    bjo

    Gostar

  5. “Back to the basics”. Ok. Tô tentando, hehehe

    Gostar

  6. Ótimo post e ótima dica de programa pra quem é paranóico, como eu. Sou tão paranóico que comprei um livro chamado “Guia para situações de emergência”, que explica como agir em vários casos, desde acidente com energia nuclear até urgências ginecológicas. Claro que uma coisa não tem nada a ver com a outra, eu sei. Mas tá lá no livro, assim como as dicas para alimentação em emergências, incluindo uma lista de ervas e frutos silvestres considerados comíveis, como a tiririca amarela, a mama cadela e o pau doce (eu, hein…).

    Gostar

  7. Lembra aquele cara que arrancou o próprio braço, que estava preso numa pedra gigante, no meio do mato? Vi a entrevista dele, super emocionante, no David Letterman e ele contou que, depois que já tinha se conformado em morrer, que já tinha até se despedido da família em vídeo (com o braço livre), percebeu que não tinha mais nada a perder e crau, cortou o braço fora. Nunca ouvi nada mais radical sobre apego à vida. Bjs, garotas.

    Gostar

  8. Olá Fridas,
    Bom sou leitora e fã de vocês, comento pouco eu sei, mais o que comentar perto de 02 feras da escrita, só posso ler mesmo.
    Mais um grande amigo tb fera nas letras está lançando um blog, então na cara de pau vim aqui divulgar….se gostarem sejam bem vindas :-)

    http://cronicasdoxandao.blogspot.com/2009/03/manual-de-etiqueta-para-salas-de-cinema.html

    Gostar

  9. AMEI a última frase. Vou adotar. Rosa rules.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: