Raça & gênero

Aconteceu há alguns meses, mas acho que ainda vale ser contado: foi em janeiro, no dia da posse do Obama. Eu queria assitir, claro; a cria, do alto de seus seis anos, claro que não. Ficamos negociando a tevê, eu correndo para o canal jornalístico entre um desenho animado e outro, e ela achando muito chato aquilo. Aí eu fui tentar explicar porque eu estava tão interessada.  O que, vocês têm que convir, não era propriamente fácil de fazer sem ficar tudo ainda mais chato. Eu comecei dizendo que eu gostava dele, torci por ele na eleição, e que o presidente antigo era muito ruim. Acrescentei também que era o primeiro presidente negro daquele país – nada que justificasse a interrupção dos desenhos, era o que ela parecia pensar. Pra ilustrar, peguei a charge que estava no meu painel e mostrei pra ela. 

Foi quando a fichinha caiu e ela fez uma cara muito espantada, perguntando: 

– Mas só esse preto, mãe?!

Pra logo em seguida questionar:

– E mulher, não teve nenhuma até agora?!

Helê

Anúncios

15 Respostas

  1. […] capturou nossa atenção e, depois, conquistou nossa definitiva admiração. Por causa dele minha filha revelou seu feminismo precoce e autodidata; encontrei paralelos entre a trajetória dele e a minha, e não resisti a […]

    Gostar

  2. […] o melhor de tudo vai ser o orgulho de poder mostrar pra minha filha, que entendeu a importância da eleição do Obama com uma imagem, essa aqui, […]

    Gostar

  3. Grande Juju!

    Gostar

  4. Julinha vai ser uma exímia representante da classe!:-)

    Gostar

  5. Essa vai longe!

    Gostar

  6. ‘É por estas e outras que tenho ceteza que um dia chegamos lá!

    Gostar

  7. Princesa e politizada.

    Gostar

  8. Essa menina é o máximo. Sou fã.

    Gostar

  9. Que máximo, Helê. Essa filhota é muito especial!! bjs K

    Gostar

  10. Bonitinha demais !!!

    Gostar

  11. Pelo menos qdo for uma mulher ela vai estar interessada…

    Gostar

  12. E pra tanta gente a ficha ainda não caiu né, Helê.

    Beijos,

    Gostar

  13. Minha filha é foda mesmo. rsrsrsr.
    Pai coruja.

    Gostar

  14. Outro dia meu filhote me perguntou por que é que existe dia da mulher e não existe dia do homem. Logo pra mim ele veio perguntar isso. A conversa foi mais ou menos nessa base aí, e a conclusão foi: “ah, mãe então a gente tem que torcer pra não precisar existir mais dia da mulher *nem* dia do homem.” Pois é, quem sabe no dia que tiver uma mulher aí nessa charge, né?
    Bjs, Monix

    Gostar

  15. Simplesmente genial! Beijos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: