Gabriel

Essa é a história de Gabriel Buchmann. Gabriel é um economista brasileiro de 28 anos que está perdido desde sexta da semana passada no Monte Mulanje, no país Centro-Africano do Malawi, o país mais pobre do mundo. (…)

Ao longo do último ano, Gabriel Buchmann viajou por 60 países na Ásia, Oriente Médio e África. Sempre com poucos recursos, à base de carona e com a ajuda de locais. Sua intenção era conhecer o mundo, suas belezas, suas dores, seus erros, a pobreza, a injustiça dos homens contra a natureza e contra seus semelhantes. (…)

Essa seria sua preparação para o seu doutorado em Economia da Pobreza, na Universidade da Califórnia (UCLA).

Antes do doutorado, Gabriel precisava viver a pobreza. Não que ele não a conhecesse. Ainda na faculdade, embarcou num avião do correio aéreo nacional para a Amazônia, onde subiu o Pico da Neblina e conviveu com as comunidades pobres locais. Abandonou o verão do seu Rio de Janeiro para passar meses em cidades do sertão nordestino, onde fazia questão de ir àquelas mais pobres e se hospedar na casa das pessoas humildes da região. O seu interesse era a vida deles, os problemas deles.

Para Gabriel, a estrada é conhecer e viver.

Gabriel é meu primo de terceiro (?) grau – a mãe dele é prima do meu pai. Desde a semana passada, quando recebi a notícia de seu desaparecimento no Malauí, tenho me limitado a torcer para que as buscas deem resultado e ele seja encontrado são e salvo. Hoje fiquei sabendo que os amigos estão se mobilizando para enviar à região uma equipe de voluntários especialistas em salvamentos, para reforçar as buscas.

Picture_272

Os que me conhecem, sabem que eu não repasso correntes com pedidos de ajuda. Só queria divulgar o caso – que recebeu apenas uma cobertura tímida nos primeiros dias – e apresentar a vocês a história do Gabriel, que fala por si. Quem quiser colaborar pode obter as informações no blog Ajude Gabriel Buchmann. Quem for de reza, reze.

-Monix-

Anúncios
%d bloggers like this: