Eu organizo o movimento

Tudo indica que vem aí mais uma semana de prorrogação das férias das escolas particulares, a reboque da decisão do governo estadual.

É claro que eu entendo a posição dos donos de escola. Imagino o tamanho da responsabilidade, já pensou se uma ou mais crianças contraem a tal da gripe?

Mesmo assim, estou pensando seriamente em convocar uma passeata de mães trabalhadoras, na avenida Rio Branco, pela volta às aulas JÁ! Vamos botar máscaras e luvas na criançada! Chega de férias em casa, férias com chuva, férias sem viagem, férias com os pais trabalhando!  Basta de tédio infantil, pelo fim dos telefonemas no meio da tarde, queremos nossa rotina de volta! À luta, companheiras! O povo unido jamais será vencido.

-Monix-

(Apesar do tom irreverente do post, o dia de hoje está sendo de profundo pesar pela notícia da morte do Gabriel no Malauí.)

8 Respostas

  1. ai, querida, pensei com vc e na sua tia e tio com muito carinho no dia q li a notícia. espero que eles fiquem bem.
    sobre a passeata, hj mesmo comentava com o claudio sobre. nem todo mundo tem a sorte de ser professora como eu e estar em casa – compulsoriamente, né? mas minhas tarefas pré inicio de semestre se atolam com o rodízio de amiguinhos que passam a tarde na minha casa com o André.

    Gostar

    • Enquanto no Brasil beira a histeria, o engraçado é que aqui na Áustria as pessoas não estão nem aí para a “gripina” tipo A. E aqui a tendência é grande de virar uma mega epidemia. As pessoas são tri higiênicas., para não dizer o contrário. Com o tanto de gente pegando casquinha de sorvete com a mão, e servindo em para cliente, pegando dinheiro e etc. Que é um absurdo que eu evito sair de casa para não me aborrecer ou para não começar a ter compusão por limpeza. E virar um caso psiquiátrico. Eu não tenho dúvida que aqui a coisa vai se bem pior. Mas que adianta. Os austríacos são um tanto quanto céticos…
      Quanto ao Gabriel, deixei um comentário lá no post sobre o desaparecimento dele. Eu lamento a perda. E espero que a família possa se recuperar desta perda.

      Gostar

  2. Eu acho graça dessa história de adiar as aulas (e já estão falando em adiar de novo, pra outra semana). é como o clau falou: alguma coisa vai se resolver nesse meio-tempo? Tem muito de histeria nessa história, eu não tenho dúvida.
    Aqui em casa, dois rapazes no mesmo colégio. O colégio adiou o reinício das aulas pra todo mundo – MENOS para o 3o. ano colegial, ou pré-vestibular. Não entendo bem o critério, mas enfim… Vestibulandos são mais resistentes e não correm o risco de pegar a gripe? Ou o vestibular é tão fundamental que exige que se corra o risco? Ou sei lá o que mais. Um saco mesmo.

    Também lembrei logo de você ontem de noite, quando li a notícia sobre o Gabriel. Fiquei tão sentida, que parecia que eu o conhecia pessoalmente. Uma perda lamentável, para a família e amigos acima de tudo, mas desconfio que para todos nós também.

    Gostar

  3. hoho, Eu tô dentro! Pais trabalhadores também podem participar da passeata, não é?

    Uai, claro que podem! Desculpe aí pela discriminação de gênero (involuntária), hehehe
    Beijos, Monix

    Gostar

  4. Eles estão tentando uma negociação com o vírus? Daqui a uma semana as crianças voltam as aulas e o vírus sai de férias, é isso?
    Não sou mãe, não tenho filhos, mas levo cartaz na passeata.

    NB – apesar do tom brincalhão da resposta, quando ouvi a notícia lembrei-me de vc imediatamente. E senti por isso.

    Gostar

  5. Aqui em Santa Catarina as aulas terminaram e começaram no calendário previsto. Mas vou lhe dizer, esse clima de histeria coletiva não está ajudando em nada, em lugar nenhum.
    É preciso tomar os cuidados e tal… Mas eu tenho visto muita coisa que seria até engraçada, mas pelas proporções, já tá ficando de mau gosto.

    Meus sentimentos quanto ao Gabriel. Estava entrando todo dia pra ver se tinha notícia e torcendo por um desfecho feliz.

    Gostar

  6. Quando? Que horas? Conte comigo, já tô lá!
    E olha, quem tem a opção de deixar a criança em casa morrendo de tédio já está no lucro. E quem tem filho pequeno que fica na escola em tempo integral, como fas/

    Gostar

  7. Olha eu vou me solidariezar com você. Embora eu não tenha filhos, e nem more no Rio. Mas olha que a minha experiência com as greves universitárias em Brasília, é que depois o período de aulas será alongado no período das férias de verão. E aí ninguém merece, não é mesmo?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: