Fracassos

Pensando no verso de Fernando Pessoa (melhor dizendo, Álvaro de Campos) nunca conheci  quem tivesse levado porrada,  iniciei uma lista das coisas que eu tentei e não consegui:

– dirigir automóvel

– tocar violão

– aprender alemão

Na pesquisa por imagens para o post esbarrei no que parece ser um ditado americano: “If at first you don’t succeed, try, try again”. Eu conheci anos atrás num livrinho infantil genial em que um ratinho tentava (e conseguia)  fazer um elefante subir uma ladeira . Até São Google me acudir não sabia tratar-se de um ditado, mas está provado que sim pelo tanto de variações hilárias do original:

# If at first you don’t succeedDestroy all evidence that you tried.

Do it the way your wife told you to.
Failure could be your style.
You are probably not related to the manager.
See if the loser gets anything.

E você, tem fracassos históricos, reincidentes, como os dois primeiros da minha lista ? (Porque o alemão eu percebi muito rapidamente que tinha os genes necessários e desisti sem rancor.)

Certamente tenho outros na minha folha corrida. Mas também não carece tanta sinceridade assim, né?

Helê

9 Respostas

  1. Ah..que saudades de posts interessantes.
    Bom vamos lá.
    Eu não consegui aprender a dirigir
    Eu não consegui parar de roer unha
    Eu não consegui ser fiel no amor
    Mais enfim a Clarice Lispector me acalma …pq afinal
    Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro

    Gostar

  2. Amo esse poema, já o recitei numa hora bem “dramática” na minha vida e pra uma pessoa que tinha tudo a ver..menina..foi o dez, deu um efeito bombástico…cool !!!
    Pensei que era só a quinquagentésima nesta lista dos que falham e não são príncipes na vida, já vi que sou só mais uma sócia do clube…não sei se acho isso bom não, essa coisa de ficar feliz por que os outros não estão bem não faz parte da minha lista de defeitos…kkk

    Também não sei se é bom, mas o clube tá bem frequentando, posso te assegurar :-). Senta, relaxa e volte sempre, ok?
    Aquele abraço,
    Helê

    Gostar

  3. Eu nunca consegui dirigir (apesar de não ter tentado direito)
    Tentei aprender tricô, mas sem chance
    Me aventurei no mundo do violão, mas aprendi a fazer blen-blon no máximo. bj

    Dirigir também, Sam? Pois é, mas eu ainda tenho esperança de conseguir.
    beijo,
    Helê

    Gostar

  4. Esse aí da foto é o Bob Dylan, né não?

    Ele mesmo, querido. Era uma tentativa de trazer de volta ao blogue a Beth Salgueiro, fã ardorosa :-)
    Beijo!
    H.

    Gostar

  5. eu nunca consegui aprender alemão.
    nunca consegui acabar de ler o vermelho e o negro
    nunca consegui ver o bbb para entender os posts da mary w

    Vermelho e negro pra mim só o Mengão, An.
    E eu nunca entendi porque a Marina e a Mary Dábliu vêem BBB, cara, eu sou muito tosca, cara.
    Beijo!
    H.

    Gostar

  6. SÃO TANTAS COISAS QUE EU GASTARIA TODO O ESPAÇO DO SEU BLOG. ENTÃO VAMOS LÁ!

    NUNCA CONSEGUI APRENDER FÍSICA E GEOMETRIA.

    ATÉ HOJE NÃO ENTENDO PORQUE TROQUEI A FACULDADE DE COMUNICAÇÃO POR ECONOMIA.rsrsr….

    E TB NUNCA SEI QUEM É O XITÃOZINHO OU O XORORÓ.rsrsr.

    MAS É ISSO AÍ, VOU PENSAR MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO E DEPOIS TE CONTO.

    Jura que vc trocou comunicação por economia? Também no comprendo.
    E tenho pesadelos com física até hoje, o que é aquilo, gente?
    Beijim,
    Helê

    Gostar

  7. Não sei se serve esse: depois de ficar em trabalho de parto durante 30 horas (não por opção pessoal, mas porque era o hospital da Aeronáutica e ali eu não apitava nada), terminei levando o clássico talho no ventre… ou seja: todas as dores de um parto normal e todas as dores do pós-operatório da cesariana….

    Putz, Cláudia, claro que serve, ser vc vê assim. Eu acho que é um fracasso tipo Apolo 13, um fracasso muito bem sucedido pelo resultado final.
    Mas fica tranks que vc vai pro céu sem escalas, tá?
    Beijim,
    Helê

    Gostar

  8. Hahahaha, Hele, vamos parar por aí mesmo, não é? Nossas listas de tentar e não conseguir são sempre intermináveis.
    E eu devia ter comentado lá no post anterior: eu AMO esse poema do Alvaro de Campos, amo, amo, amo.

    Mas eu amo você mais ainda, tá?

    Oba, Napaula me ama bem muito, lálálalá! Eu tb, vc sabe.
    Besos,
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: