Ciclo

Sinto que um ciclo se encerra em minha vida.

Um ciclo que, aliás, tem tudo a ver com este blog, que começou a surgir como ideia a partir do nome Duas Fridas. Por causa de um comentário sobre o quadro, feito pela Nina no Livro de Visitas do Mothern tantos anos atrás, consegui me definir, naquele momento, como uma mulher que usava uma anágua vermelha por baixo de uma saia bege. Essa metáfora foi tão forte para mim que acabou simbolizando esta minha busca interior. (Depois veio o convite para a Helê e a Frida dividida em duas acabou se transformando em duas Fridas efetivamente, mas isso é outra história.)

O processo de mudança já estava, então, iniciado, mas sem dúvida a experiência de uma escrita mais pessoal e subjetiva foi parte fundamental do percurso. E agora que me aproximo de um novo ponto de partida, seja ele qual for, percebo que finalmente posso aposentar a saia bege e adotar a anágua vermelha como minha vestimenta oficial. Essa imagem é, obviamente, simbólica, mas também se reflete em um plano mais concreto. Hoje minha casa é toda colorida (as cadeiras, uma de cada cor, foram uma ideia linda do Cláudio Luiz, detalhada pela minha talentosa irmã); meu guarda-roupa, idem. Minha vida está mais colorida, a verdade é essa.

E com sincronicidade existe e deve ser aproveitada quando se apresenta, a Zel escreveu lindamente e de forma bem mais sintética tudo isso que estou querendo dizer:

(…) entendi o seguinte: sentir é mais importante que pensar. a emoção é mais importante que o intelecto.
passei mais de 30 anos construindo (e super valorizando) meu intelecto e no fim das contas o que realmente importa é como me sinto. pensar e intelectualizar é só uma muleta para quando algo dá errado no sentir.

Estou muito satisfeita com esta nova versão de mim mesma. Me aguardem, pois sinto que isto é só o começo.

-Monix-

Anúncios

3 Respostas

  1. Mas olha que os novos ciclos são algo muito especial, sendo bons ou ruins a roda da fortuna da vida, e não se relaciona só a dinheiro, sempre gira. A gente aprende muito com os fins e os inícios. E que vivam as cores!

    Gostar

  2. Confesso que me assustei com a primeira frase.
    Mas que bom que é um COMEÇO.
    Que o novo caminho seja com cores… cores de Frida Kahlo, cores… que lhe realcem por completo.
    Depois vou lhe sugerir outras cores de anáguas. eheheheh

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: