Ainda o cinema

Saí do trabalho e fui rapidinho assistir Julie&Julia, porque depois de passar os últimos dias me deliciando com os posts da Fal, não dava para esperar a oportunidade de marcar com as amigas (namorado não iria nunca ver esse filme, nem perguntei), acertar as agendas, coordenar babás e folgas e horários de saída do trabalho e tudo isso que complica nossas vidas e nos tira a possibilidade de fazer o que realmente importa nessa vida, como por exemplo assistir a um filme sobre comida e blogues.

Em resumo: deu seis horas, fechei o computador, peguei minha bolsa, entrei num ônibus e cheguei ao Arteplex com vinte minutos de antecedência, o tempo exato de comprar os ingressos e uma porção de pão de queijo. (Aliás, cheguei à conclusão que pão de queijo é a nova pipoca – isso depois que inventaram aquela máquina destestável de fazer pipoca sem gosto, junto com a onda de bistrôs de comidinhas e livrarias instalados nos complexos de salas-metidas-a-sofisticadas. Fecha parênteses.)

É isso aí, fui sozinha ao cinema. Adoro.

Sobre o filme nem vou falar nada. Vão lá na Fal que ela é a titular desse assunto na internet brasileira, e eu não vou me meter a besta de fazer pior o que ela já fez melhor, né?

***

Só mais uma coisinha: privilégio, mesmo, é morar numa região que me possibilita ir a pé a nada menos que 18 salas de cinema, de 4 complexos diferentes. Isso é que é agregar valor* a um imóvel.

-Monix-

*Argh. Eu sei.

 

%d bloggers like this: