Somos todos uns carentes, não?

A frase me ocorreu ao pensar no jornalista que ficou feliz da vida quando a amiga comentou um texto escrito por ele. “Então você lê?!”, ele perguntou surpreso. “Mas é claro que eu leio, você manda sempre, eu adoro o que você escreve, a maneira, a sua perspectiva…”  E o jornalista ia se alegrando cada vez mais ao se saber lido e admirado. Porque este é nosso ofício, pra isso somos treinados e cobrados, mas na rotina do trabalho há de haver espaço para tanta coisa – apurar, redigir, editar, ilustrar –  que uma parte do processo,  ser lido e comentado, acaba ocupado o menor espaço, ou pelo menos é com o qual temos menos contato. Talvez não devesse ser assim, dado que trata-se da nossa finalidade primordial. E pode não ser o que dá mais prazer – eu, particularmente, amo pesquisar – mas certamente reconhecimento e retorno gratificam muito. Concordo que um trabalho bem feito é a nossa maior recompensa, mas como fica melhor quando alguém repara nele, não? Então tanto faz um jornalista prestigiado, autor de livros, que escreve para o jornalão,  ou uma blogueira que se ressente com poucos comentários. Porque, afinal, somos todos uns carentes.

Dedicado ao Michael Kepp, que quando eu leio gosto muitíssimo.

Helê

14 Respostas

  1. Adoro os seus textos, a sua percepção sobre as coisas, os seus temas. Por isso estou sempre por estas plagas. Beijo.

    Obrigada, Dani. Vc é freguesa de caderno, parte deste blogue também, para nossa alegria.
    besos,
    Helê

    Gostar

  2. Não sei até que ponto meus comentários são valiosos, afinal somos amigos de longa data e, portanto, suspeitíssimos. Mas quero dizer que leio sempre, viu?
    Beijãozão!

    Ô, Sérgio, eu não suspeito de nada e recebo com igual calor seus elogios, viu? Sinto-me honrada por ter vc esntre os leitores do Dufas.
    Beijo,
    Helê

    Gostar

  3. não comentei antes pq ainda tava de HEXAca :-)))

    Hahahaha! E essa é da boas!
    beijo, Lôra!
    Helê

    Gostar

  4. Eu tô sempre aqui também. E se não comento muito, é porque acho que os seus posts já dizem tudo!

    mil beijocas

    Ô, dear, thanks.
    Beijão,
    H.

    Gostar

  5. Ah, eu também leio. Mas agora só volto a comentar depois que sumir essas fotos rubro-negras da página principal (humpf…)
    Chega.
    Beijos

    Gostar

  6. Colaborando para aumentar a média dos comentários. Leio sempre, claro.

    : )

    beijos, queridas

    Grata pela preferência, ::Fer:: 🙂
    bjs, H.

    Gostar

  7. A competência surge quando respeitamos os vários caminhos que uma proposta abarca. E quando esta é inteligentemente real, no sentido da verdade como diretriz, não há tropeços nem trapaças. Só a felicidade de ser digna com a própria alma.
    Parabéns!!!

    Obrigada, abração.
    Helê

    Gostar

  8. Não será por falta de um comentário meu que você ficará de beicinho, minha querida! Eu também adoro o que vocês escrevem. Tanto que aqui é o único blog que eu comento. Ó que chique! hehehe
    Deve ser porque AMO as donas do pedaço. 🙂

    Beijos.

    Love u too, Grazi, vc sabe. E obrigada pela deferência, chique mesmo.
    beijo,
    Helê

    Gostar

  9. agora vou ter que enviar esse post pro Michael, rsrsrs… Eu tbm adouro o que e como vc escreve, vc sabe, né amiga? beijos!

    Pois é, Dedeia, os personagens envolvidos precisam ser informados…
    Obrigada, querida; beijão.
    Helê

    Gostar

  10. Carente eu não sei… acho que é muito… mas é legal quando alguém gosta do que a gente escreve. Mesmo passando por “mala” às vezes procuro comentar a maioria das coisas que acho interessantes.

    Abraço,

    Giba

    Giba, querido, na boa: vc nunca passa por mala por aqui, viu? Never. Como eu já te disse em pvt, a gente sente é falta quando vc some.
    Beijo!
    Helê

    Gostar

  11. pois é, leio seu blog quase todos os dias e quase nunca comento. Adoro a forma descontraída e inteligente como você escreve e também gosto muito dos temas abordados.
    Parabéns!

    Ô, Marciana, obrigada!
    Aí, funcionou, provoquei o comentário de uma leitora silenciosa 😀
    Apareça sempre; deixe pegadas quando puder.
    Abração!
    Helê

    Gostar

  12. Hahahaha, quem não chora não mama, né?
    Toma aqui mais um comentário da sua eterna leitora!
    Eu já disse que eu te leio sempre e gosto muito do que vc escreve, de como escreve? Pois então.
    🙂

    Ô, querida, vc sempre alerta pros meus beicinhos, né? Obrigada, eu penso em você muitas vezes que escrevo.
    beijo grande,
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: