Pra Manu

Essa foi uma encomenda da Musa, que eu atendo agora, no segundo tempo da prorrogação . São umas canções que ela pediu pra levar na bagagem, pra lembrar do Rio, dos amigos; falam das coisas daqui, um tiquinho de lá, muito de nós.

Bom, Manu, aqui estão. Não foi uma lista fácil de fazer pela fartura de possibilidades (nunca é, indeed) . Talvez não seja a lista definitiva, mas acho que serve para embalar você nessa viagem  – que é pra longe e também pra dentro (como todas são).  Há algumas  breves justificativas, quando julguei necessário.

São Sebastião – Mart’nália

Ouvi hoje de manhã, por acaso, e  na soube hora que tinha que ser a primeira da lista, que tinha então que ser feita. É um samba em feitio de oração, como diria Noel, uma boa maneira de se despedir da cidade.

Valsa de uma cidade – Caetano Veloso

Uma declaração de amor.

Pé do meu samba – Mart’nália

Roteiro da cidade com alguns dos seus points.

Solteiro no Rio de Janeiro – Toni Garrido

Rap da felicidade – Elza Soares

Sou brasileiro – Fernanda Abreu e Mart’nália

Brasileirinho – Elza Soares e Baby Consuelo

Rio de Janeiro – João Bosco

Lá vem o Brasil descendo a ladeira – Novos Baianos

Seo Zé – Daniela Mercury e Ivete Sangalo

Feijoada Completa – Almir Guineto e Zeca Pagodinho

Exaltação à Mangueira – Chico Buarque

É hoje – GRES União da Ilha

Samba Rubro negro – João Nogueira

Na voz do “sogro”, não confunda!

Hino do Flamengo – João Bosco

Flamengo Eternally – Leandrade

Pra ensinar “pros pessoal lá”.

Sou gamado por mim – Sururu na roda

Use como mantra.

Samba da benção – Maria Bethânia

Porque é muito melhor ser alegre…

O samba é meu dom – Wilson das Neves

Ô sorte!

Não vou pra casa – João Gilberto

Para lembrar dos after-afters.

A chuva cai – Beth Carvalho

Porque em Londres chove muito,  ué.

Samba da carioca – Dori Caymmi

Pra ajudar a levantar – o que nunca é fácil…

Back in Bahia – Barão Vermelho

Casa da mãe da gente – Alcione

O melhor lugar do mundo, você vai descobrir.

Saudades da Guanabara – Beth Carvalho

Do Leme ao Pontal – Tim Maia

Aquele abraço – Gilberto Gil

Hino Nacional brasileiro – Yamandu Costa

Boa viagem, Manu. Qualquer coisa, liga 🙂

Helê

Anúncios

Novo mesmo

Helê

%d bloggers like this: