Pauliceia desvairada

Sejamos sinceros: a rivalidade Rio X São Paulo não é um mito. Existe, sim, uma implicância, digamos, fraternal por parte de cariocas e paulistas. 

Foto: Jefferson Pancieri / SPTuris

São Paulo – 1º Ato 

Eu sou carioca “da gema”, legítima, filha de pai e mãe cariocas. Mas meu avô materno era paulista, e a parte paulistana da família sempre foi bastante próxima de nós. Mais de uma vez passei férias em São Paulo quando era criança e adolescente, inclusive no interior, em Ribeirão Preto, Campinas, Ubatuba; visitamos até Itu, onde tiramos fotos no orelhão gigante (será que ainda existe?). 

Depois de adulta, voltei algumas vezes à capital paulista a passeio, sempre enfrentando olhares de estranhamento e espanto (“você vai passar o fim de semana em São Paulo???”). Vim ver a Bienal, visitei a Fal e muitas amigas que moram aqui. Conheci o Ibirapuera, o Masp, o Memorial da América Latina, o edifício Copan, o Pátio do Colégio, a Pinacoteca do Estado, o Simba Safári, o falecido parque da Mônica, a Vila Madalena, a Galeria do Rock, os museus da Língua Portuguesa e do Futebol. Já comi massa em cantina no Bixiga, em dia de festa da Achiropita, e na Mooca, ao som da tarantella. Já almocei em restaurante Hare Krischna e já tomei café da manhã nas padocas mais bacanas. Já andei de metrô, de ônibus, de táxi, de carro, a pé. Já fui a um casamento na Hebraica, comprei artesanato na feira da praça da República, comi bifum na feira da Liberdade e pastel na Benedito Calixto. 

Foto: Wanderley Celestino / SPTuris

 São Paulo – 2º Ato 

Recentemente passei a vir a São Paulo a trabalho toda semana. Estou fazendo o caminho inverso: conheci a cidade primeiro como turista, e só depois vi o lado business. São muitos estranhamentos – a relação de paulistas e cariocas com o trabalho é completamente diferente. Estou convivendo mais com os paulistanos, percebendo aspectos da relação deles com a cidade que não conhecia. Também estou, aos poucos, finalmente aprendendo a me situar em algumas regiões da cidade, que é muito difícil de decifrar à primeira vista. Por enquanto conheço apenas algumas vias principais, mas já sei pelo menos em que direção o táxi deve seguir. 

O que mais me espanta é a pujança da cidade. É com muita relutância que admito, mas São Paulo me faz me sentir uma caipira. O tamanho dos prédios, a quantidade de bairros nobres, de casas elegantes, de ruas movimentadíssimas, de restaurantes caros e lotados, tudo isso me intimida e me espanta a cada vez que volto aqui. Me impressiono com a multidão de pessoas que circula por todos os lugares, todos os dias. Me assusto com o gap monstruoso que existe entre a maior cidade do país e a segunda mais importante. São Paulo está em outro patamar. A existência de uma São Paulo é a face mais concreta (e de concreto) da absurda concentração de renda do Brasil. 

E mesmo assim, com tanta gente, a cidade já tão lotada, a cada vez que digo para um paulistano que pertenço à espécie rara de cariocas que adoram São Paulo, ouço sempre a mesma coisa: “por que você não vem morar aqui?” Gente! Eles deveriam estar devolvendo pessoas, e não trazendo mais habitantes para cá! Essa faceta dos paulistanos realmente me encanta. No Rio temos a cultura de que quem mora na cidade, carioca é. Em São Paulo, continuamos sendo sempre forasteiros – mas parece que para quem mora aqui, sempre cabe mais um. 

Monix, diretamente da terra da garoa, o túmulo do samba

Anúncios

6 Respostas

  1. Monix,
    Onde você está ficando quando vem?
    Vamos nos encontrar qualquer fim de tarde?

    Bjs.
    Dani

    Gostar

  2. eu fui a sp com vc, ficamos na pça da republica, fomos a bienal, a uma festa louca com gente esquisita e voltamos de busao hehehehehe 🙂

    Gostar

  3. “quem nunca viu o samba amanhecer/vai no bixiga pra ver…”.

    Gostar

  4. que linda declaração! seja sempre bem vinda à nossa querida loucura.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: