Preciso

Sabe, gente
É tanta coisa pra gente saber
O que cantar, como andar, onde ir
O que dizer, o que calar, a quem querer
Sabe, gente
É tanta coisa que eu fico sem jeito
Sou eu sozinho e esse nó no peito
Já desfeito em lágrimas que eu luto pra esconder
Sabe, gente
Eu sei que no fundo o problema é só da gente
E só do coração dizer não, quando a mente
Tenta nos levar pra casa do sofrer
E quando escutar um samba-canção
Assim como: “Eu preciso aprender a só ser”
Reagir e ouvir o coração responder:”Eu preciso aprender a só ser.”

Considero “Eu preciso aprender a só ser” uma das muitas e valiosas pérolas zen de Gilberto Gil. Só o título já serve de matéria para uma sessão inteira de meditação e carrega aquela densidade enxuta que só os textos zen budistas contém. Conquista o ouvinte de imediato, logo no início, como seu tom intimista, confidente: “Sabe, gente, é tanta coisa….”  Gosto da canção desde a primeira vez que ouvi, décadas atrás, quando ainda era uma menina e só pude intuir as dificuldades que estavam por vir, o peso das escolhas a serem feitas, o tamanho desse nó no peito do qual ele fala mais adiante.

Outro aspecto que me agrada é ser um  diálogo com outra canção – nesse caso uma resposta à “Eu preciso apresnder a ser só”, dos irmãos Valle. Há tristeza em ambas, mas enquanto uma mergulha de cabeça e sem boia na fossa total, a do baiano divisa alguma saída para o sofrimento. Para tanto, contrariando o senso comum, afirma que a mente nos leva a sofrer e o coração é quem pode impedi-la. Chega, afinal,  à amarga constatação de que “o problema é só da gente”: encontrar esse estado “de ser” em que, estando pleno de si, nunca  se está só.

***

E a cada dia que passa, gente, é mais coisa pra gente saber: acrescente-se à lista “onde postar”. Será que esse pensamento fica melhor no blogue, reduzo a um tweet, colo no mural do feice? Vai saber, né, VP? 😉

Helê

Anúncios

2 Respostas

  1. Para ouvir uma versão linda desta música clique em:

    ou

    ou busque: Renato Braz Eu preciso…

    Você não vai se arrepender… também adoro esta canção.
    Abraços

    De fato, Mary, é uma gravação muito boa. Eu já conhecia o Renato, mas não essa interpretação dele.
    Obrigada pela dica, volte sempre e fique à vontade, a casa é nossa.
    Aquele Abraço,
    Helê

    Gostar

  2. só mesmo sendo taurino para clicar 5 X para conseguir abrir o fridas. não sei o que o wordpress tem contra mim :o(

    Adoro seus post sobre música.
    Depois vai dizer que ninguém nota. claro! com o concorrente acima é ph…

    Na verdade, Clau, o post acima saiu sem querer: eu ia agendar e apertei o botão errado… Por outro lado, como parece que todo mundo agora lê pelo feed, fiquei achando que nem ia influenciar tanto.
    Que bom que vc gostou, conto com pelo menos um leitor dos meus posts musicais. 🙂
    Beijão!,
    H.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: