Querido Deus:

Querido Deus. Você é invisível mesmo ou é só um truque? (Lucy)

Querido Deus, talvez Caim e Abel não tivessem se matado se cada um tivesse seu quarto. Funciona com meu irmão. Larry (by Ana Paula)

Querido Deus, no tempo da bíblia eles falavam mesmo daquele jeito sofisticado? (Jennifer)
Querido Deus, você queria que a girafa fosse assim mesmo ou foi sem querer? (Norma)

Esses são apenas alguns dos deliciosos bilhetinhos escritos para o Todopoderoso por crianças. É o que deduzo, pois já encontrei as imagens em vários sites mas não consegui identificar a fonte original. Importa é que são absolutamente verossímeis: se não foram escritos por pequenos, poderiam ter sido, pois o estilo é próprio deles. A curiosidade, o destemor e a irreverência comuns a muitas crianças, esses seres cheios de graça.

Que tenhamos todos um feliz dia das crianças.

Helê

PS1: A Primeira-leitora, sempre atenta Ana Urbanamente Paula, indicou  – com a gentileza que lhe é peculiar – que seria adequado traduzir os bilhetes e o fez, com  seu favorito. Sugestão aceita com alegria e cumprida com limitações. Gracias, Ana!

%d bloggers like this: