Da série “Cantadas que eu invento …

… mas não tenho coragem de usar”:

Você é lindo assim mesmo ou é essa luz que te favorece?

Que tal? Hein? Heim?

Será que eu ganharia ao menos um sorriso? Já tava ótimo porque esse é o início de tudo, o ground zero de toda cantada. Ou o disparo que autoriza o início da corrida. O desarme, a guarda abaixada, a condição que tira você do impedimento. O …

Isso mesmo, eu emudeço em metáforas enquanto observo o cidadão desaparecer  no frenesi do samba. O Alex Castro tem razão, só haverá completa igualdade entre homens e mulheres quando elas não se sentirem humilhadas por tomarem um toco. E eu, também nesse particular, sou ainda uma mulher do século passado – se não uma vitoriana.

Joey e sua cantada infalível

Helê

%d bloggers like this: