A posse

Imobilizada entre a dúvida sobre para onde ir e a preguiça de sair, acabei assistindo em casa à posse da presidenta Dilma Roussef. Mas não sozinha, porque tinha comigo a minha timeline querida, com quem compartilhei comentários e emoções. Como no momento em que a presidenta lembrou dos mortos pela ditadura militar:

Muitos da minha geração, que tombaram pelo caminho, não podem compartilhar a alegria deste momento. Divido com eles esta conquista, e rendo-lhes minha homenagem.

Depois eu me dei conta de que não poderia ter melhor companhia para o evento, já que foi com a timelinda que vivi momentos importantes dessa eleição – parte dela estava, inclusive, em Brasília. Love you, galere!

*

Chato foi aturar o Sir Ney esfregando no nosso nariz sua relevância política. Fiquei o tempo todo lembrando daquela cena do filme “A Rainha” em que a Dona Elizabeth recebe um Tony Blair ansioso e nervoso, e cruelmente o lembra que ele era apenas o 15º primeiro-ministro que ela empossava. Sarney é a nossa rainha Elizabeth. Tsc, tsc, tsc.  Vinguei-me um cadinho com essa cara de Coringa que ele apareceu quando deixou o Parlamento:

*

Seria engraçado se não fosse obtuso a forma como os imbecis delegam para os outros a responsabilidade pelas próprias limitações. Foram vários os e as jornalistas que disseram que o fato de termos uma mulher presidenta muda o olhar, e então passamos a reparar em detalhes como a roupa, o penteado… Passamos quem, cara pálida? Como se essa não fosse uma escolha de quem produz a notícia ou a análise. Como se fosse provocado pela mulher em questão. Algo assim mágico ou matemático: mulher= preocupações estéticas.  Não passa na cabeça dessas pessoas ao menos desconfiar dessa equação? Bom, tem quatro anos pra vocês se aprenderem, gente. Dá tempo, pô.

*

E a fixação da imprensa na emoção? Não paravam de falar sobre o choro do Lula, a emoção da Dilma, como se isso fosse, de fato, notícia. Depois de oito anos, já sabemos que chorar não é dificuldade para nosso agora ex-presidente. E a presidenta é também uma brasileira, apesar do sobrenome e das origens. Não somos ingleses, nem suíços, pessoal. A gente empossa ministro com dois beijinhos e abraço, a gente se emociona e não têm vergonha disso. É o que somos, do que somos feitos. Provavelmente sociolólogos, filhos de políticos de carreira, milicos, ex-governadores biônicos divergem um pouco dessa natureza, mas nós, operários, mulheres, povo, nos emocionamos quando obtemos conquistas realmente significativas na vida.

 

*

Mas o melhor de tudo vai ser o orgulho de poder mostrar pra minha filha, que entendeu a importância da eleição do Obama com uma imagem, essa aqui, ó:

Helê

4 Respostas

  1. Lembrei demais de vcs por causa do bloco da Dilma e aquela nossa fotinha pra posteridade. Lembrei demais pq foi com vcs q eu tava no fim daquele domingo delicioso em que soubemos q ela tava eleita. Lembrei mais ainda pq uma mulher na presidencia carrega junto todos os nossos sonhos feministas de ocupar o lugar devido no mundo. E sabe o q eu ñ parava de contar pra td mundo? Da Julia dizendo q queria ser presidenta. É tão representativo uma menina que sabe que é possível. A gente ñ sabia, só achava que era. :***

    Também lembrei demais de vc, Haline, vc fez falta na timelinda, só justificada porque você tava lá!
    Muito bom essa sua frase ” a gente não sabia [que era possível], só achava que era”. De fato, tem uma enorme diferença.
    Beijo grande,
    Helê

    Beijo grande!

    Gostar

  2. Parabéns pelo texto, pelas imagens. Vou me apoderar da foto dos presidentes e postar no meu face com o devido crédito. Fiquei furiosa qdo, entre um e outro lance da posse, vi que a mulher do Temer era TT no twitter. Não deixa de ser revelador sobre nossa nação. Uma mulher, ex-guerrilheira de esquerda, presa e torturada por um regime de exceção passa em revista os militares que num passado não tão distante a teriam matado mas agora lhe prestam honras, pela primeira vez na história desta república, e um loira sem nenhuma expressão política é quem ganha destaque. Humpf.

    Obrigada, Judith, pelo elogio e pelo comentário. Vai ser duro, mas uma oportunidade maravilhosa pra todos nós aprendermos, é uma presidência que vem com uma espécie de bônus, que é educar a todos sobre gênero, feminismo e quetais.
    Aquele Abraço,
    Helê

    Gostar

  3. Que ótimo texto, Helê, e que incrível essa última imagem! Emocionei…
    Beijos.

    Obrigada, Anna :-)
    Beijoca pra vc e pras crias.
    Helê

    Gostar

  4. Helê, com seu maravilhoso texto sempre! E eu pensava a mesma coisa quando assistia infelizmente aqui pela porcaria da globonews que aprendi a desgostar. Vi essa onda de comentário do vestido, do cabelo, da emoção, como se o governo de “mulherzinha” de Dilma não vá passar disso. Esse mulherzinha pensa a nossa mídia. Morri de vergonha alheia de ver Cristiana Lôbo fazendo comentários impertinentes. E fiquei fula da vida quando a câmera da Globo descansou em cima da segunda dama heheheh da presidência a bela e jovem esposa de Michel Temer. Que tá podendo para isso. Que aliás naquele momento nem me interessava. Como se fosse ela a atração do momento e claro profetizei que no dia seguinte as notícias relevantes seriam sobre Marcela Temer. Infelizmente só pude ver por esta emissora tv senado e tv câmara me deram o bolo no momento. E eu nem parabólica tenho. Mas de verdade me envergonhou o tal novo foco da mídia… Só faltou dizer que Dilma mas tarde trocaria uma receita de baba de moça com o primeiro ministro portugues. O Brasil pode ser terceiro mundo mas nossa imprensa é de quinta, quinta categoria! Mais que marrom! Feliz Ano Novo Meninas. Beijos!

    Obrigada, Gisele, feliz ano novo pra você também!
    De fato, nossa imprensa dá muita vergonha, cara; como vc colocou, não parece estar à altura do país.
    Beijo!
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: