Amando nossas vidas

O fenômeno não é tão recente, mas a proliferação das redes sociais – com sua urgência em manter nosso “status” atualizado e visível para pessoas de diferentes graus de intimidade – provavelmente contribuiu para consolidá-lo em nossa cultura do século XXI.

É a moda do eu-amo-a-minha-vida. Todo mundo ama a própria vida, todo mundo está muito feliz, somos essencialmente seres satisfeitos com tudo o que fazemos, realizamos, conquistamos. Bonito é dizer: “não me arrependo do que fiz, só do que não fiz.”*

Se Fernando Pessoa fosse vivo, seu Poema em Linha Reta não se limitaria ao “nunca conheci quem tivesse levado porrada”. Mais do que não cair, temos que nos manter constantemente flutuando em castelos construídos no ar.

Não é que eu não ame minha vida, nem que me arrependa das escolhas que fiz. Mas olho para trás e percebo erros, falhas, decisões erradas. Meus dias não são uma sucessão de vitórias. Há fracassos, também. Nem sempre é conveniente falar deles, posto que vivemos num mundo em que admitir um fracasso presente é condenar-se a vários fracassos futuros – ninguém confia em alguém cuja auto-crítica seja exposta tão honestamente.

Mas eles existem. De alguns eu tenho consciência, outros nem mesmo eu conheço. Não sou tão arrogante a ponto de pretender saber o que os outros consideram minhas falhas, meus defeitos, enfim, onde lhes aperto o calo.

-Monix-

* Este post vai para a Ângela, quem primeiro me falou sobre o grotesco daquela frase.

9 Respostas

  1. A minha experiência nas redes sociais não é assim tão positiva que até chateia…acho o pessoal até meio pro deprê, tentando encontrar defeito em tudo…talvez não tenha adicionado os amigos certos!
    Bjs,
    Ana

    Gostar

  2. eu fiz tanta merda nessa vida.

    e nem se trata daquelas merdas q vc meio q não tem ideia completa de q é merda e q d vc vai se fu***.

    mas daquelas merdas q vc sabe q é merda e faz pq se acha muito superior pois acredita q , com vc, não vai dar merda.

    é isso.

    Gostar

  3. Perfeito!

    Gostar

  4. Tão lindo isso. Sempre lembro do Poema em linha reta quando alguém se lamenta comigo sobre algum fracasso. Essa coisa de ter que estar bem sempre é tão desumana.

    Gostar

  5. certeiras, suas palavras…
    acrescentaria que a vida é sobretudo um processo dinâmico, que o que vemos hoje como fracasso não será necessariamente visto da mesma forma amanhã, que as opções erradas de hoje podem revelar-se acertadas no futuro, que os sucessos actuais não garantem êxitos futuros. e vice-versa, um imenso vice-versa…

    Gostar

  6. ufa, que bom ler isso :**

    Gostar

  7. adorei

    Gostar

  8. Isso também me incomoda muito nessas redes sociais, pois tenho várias derrotas e não me envergonho delas, só tento de alguma forma não repeti-las.Taí, eu já levei porrada pra caramba.rsrsr…E o engraçado é que eu tenho mais vergonha de contar minhas vitórias do que minhas roubadas.
    Belíssimo post, aliás, quando não é belo?
    Bjs.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: