Be patient

“Be patient toward all that is unsolved in your heart and try to love the questions themselves, like locked rooms and like books that are now written in a very foreign tongue. Do not now seek the answers, which cannot be given you because you would not be able to live them. And the point is, to live everything. Live the questions now. Perhaps you will then gradually, without noticing it, live along some distant day into the answer.”
(Rainer Maria Rilke, Letters to a Young Poet,  Chapter Four – July 16th, 1903)

([Tenha] paciência em relação a tudo que não está resolvido em seu coração. Peço-lhe que tente ter amor  pelas próprias perguntas, como quartos fechados e como livros escritos em uma língua estrangeira. Não investigue agora as respostas que não lhe podem ser dadas, porque não poderia vivê-las. E é disto que se trata, de viver tudo. Viva agora as perguntas. Talvez passe, gradativamente, em um belo dia, sem perceber, a viver as respostas. Tradução de Pedro Süssekind)
.
Trilha sonora do post:  The logical song, Supertramp, e Patience, do filme “Dreamgirls”, com Eddie Murphy e Anika Rose.
Helê

Anúncios
%d bloggers like this: