Uma imagem, uma canção, um filme

(Daqui)

Quando esbarrei nessa imagem lembrei imediatamente da maravilhosa canção Do not look back, com Mick Jaggaer e Pete Tosh, que eu conheci vendo Bandslam, um filme sobre o qual eu ia falar aqui quando assisti no cinema, depois quando peguei no DVD, mas acabei deixando passar. Falo então agora, pautada pela imagem encontrada ao acaso.

O filme, que aqui chamou-se, oportunisticamente, “High School Bandslam”, revelou-se uma agradável surpresa. Fui levando a pequena, que por sua vez queria ver a estrela de High School, Vanessa Hudgens. Suspiro e resignação. Daqueles sacrifícios que você faz pelo filho e espera que ele lembre e valorize um dia. Mas não é que o filme é bacaninha, um bom exemplo de história leve sem ceder a todos os clichês do gênero e sem ofender a inteligência da plateia?

High School Band Poster

Bom, começa que é um filme em que a música é um dos protagonistas, como “Escola do rock” – que eu também adoro. Will (Gaelean Connell)  tem toda a timidez e desajuste dos adolescentes fora do padrão e mais alguns  traumas extras; na música ele encontra conforto e companhia (também nos e-mails que envia, sem resposta, para o ídolo David Bowie). Ele é uma espécie de nerd musical, o tipo que conhece a discografia completa das bandas, discute fases e álbuns como outros debatem times e esquemas táticos.

 

Pois é a música que o retira da concha em que ele se refugia, que o  faz encontrar e conectar-se com outros outsiders e afinal o redime, quando ele cria a banda “I Can’t go on, I’ll go on” – um nome de banda perfeito, vamocombiná.  Não é nenhuma obra prima, não vá assistir esperando um filmaço. Mas se passar num desses dias frios, e não houver  nada melhor para fazer, dê uma chance a ele. Você pode se divertir e ainda ouvir boa música aqui e ali – o que para mim sempre justifica qualquer investimento.

Helê

Anúncios
%d bloggers like this: