Janelas

(Lincoln, Nebraska (1953) — Boys spying,via fuckyeahvintage-retro)

(Asia – Cambodia (by Rudi Roels), via goodmemory)

Helê

3 Respostas

  1. Aaaah… janelas! acho-as lindas também.
    Sempre tive o hábito de fotografá-las, abertas ou fechadas em vários lugares e lógico seus vários estilos… sem ninguém!
    Deve se lindo fotografar o crescimento de alguém num mesmo local, numa mesma abertura.

    Vejo janelas nas possibilidades do olhar e do que pensamos, ou seja “de dentro pra fora e de fora pra dentro”, lembrou-me a linda “Serra do Luar” letra de Walter Franco e cantada por Leila Pinheiro, me derreto por janelas e por luar!
    A música não fala em janelas, mas considero-as implícitas, na passagem, na postura, num olhar intimista precisamente, dentro de si.
    Me permitam sugerir:
    http://letras.terra.com.br/leila-pinheiro/64140/

    Exatamente, elas nos dão algumas possibilidades, conforme nossa posição. Há também a posição metafórica: da viagem – da saída e do retorno, afinal eles não acontecem só através de portas! da viagem pelos pensamentos, pela natureza que se esparrama em nossa frente!

    Quem está dentro, assiste o tempo a passar, pessoas passarem, paisagem mudar, e, antigamente: a banda passar, as namoradeiras, que lindo!!!

    As janelas, por serem aberturas, tem um encantamento especial, visto que sua função é ‘sugerir’, não dão o sentido completo das coisas, somos nós, os artistas que observamos por elas, ou através delas, que temos o privilégio de finalizar a obra que se compõe à nossa frente! imaginem!!!

    Nas duas fotos acima, a dualidade: tempo passado e tempo atual. A forma e posição dos observadores – mais uma vez, uns do lado de fora e outros do lado de dentro – em ambas, crianças!
    Numa, a curiosidade faz cócegas… hummm, lá dentro a coisa deve estar fervendo. Na outra… a disposição das crianças e seus largos sorrisos, parecem nos deixar surpresos! podemos nos assustar, afinal… porque tanta alegria? e da parte deles, também, curiosidade, ou, transmitindo alvíssaras que aconteceu lá dentro e trazem o brilho para fora…

    Janelas… lembra-nos algum clima em nosso rosto: o calor, o vento, a neve.
    O claro do dia, o morno entardecer, e o escuro da noite que se aproxima, em quaisquer das circunstâncias, estão presentes emoções e lembranças.

    Hoje, as janelas em sua maioria já não tem lá seus encantos, pois temos que acrescentar grades, em vez de nos permitir respirar com liberdade, nos aprisionam. Mudanças necessárias… tempos diferentes, bate a saudade!
    Revivamos pois, alegria que sempre nos representou, arejando nosso espaço, balançando as cortinas, olhares diretos, outros furtivos…
    Antes… mesmo abertas, não nos sentíamos invadidos, ela não nos limitava a privacidade. Bons tempos!
    beijos… através de uma nova janela: a do computador!

    Gostar

  2. Adoro janelas, Helê .
    Tiro fotografias da Valentina numa mesma janela desde que ela tinha 3 anos.Agora ela tem 11.E ai vejo o tempo passando na janela , ao contrario de Carolina.
    E ha algum tempo venho colecionando fotos de janelas da Normandia.As vezes uma senhora sai brava de sua casa gritando que nao posso fazer fotos.
    Desolé, je ne parle pas français !
    Gros bisous de France

    Oi, Kathia!
    Puxa, essas fotos da Valentina devem ser sensacionais; é uma ótima ideia.
    Bom, agora sabendo quem há audiência, postarei mais algumas belas janelas com as quais me deparou navegando pelaí.
    Beijo grande,
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: