Voltei

Com a alma leve e o coração pleno, embalada pelo carinho que recebi em doses abundantes. Tanto que ainda não dá para falar sobre – deixa eu aqui relembrando e sorrindo sozinha meio boba, sovando essa alegria aqui no peito pra fermentar e crescer. Mais adiante eu reparto c’ocês, tá bom?

Por ora, segue um beijo estalado e um obrigada comovido pras mineiras e mineiros que me receberam em Belzonte. Coimailinda esse povo, gente, cês num têm idéia!

Helê

%d bloggers like this: