Escrito nas estrelas

Nasci sob o signo de Touro, com ascendente em Aquário. Isso significa, como sempre disse em tom de brincadeira, que fui uma jovem mais ou menos careta e serei uma velha porraloca. Sinto mesmo que com a idade vou me tornando menos dogmática, uma caraterística que associo muito à energia taurina, e me pego mais “vendo as coisas pelo avesso”.

Acontece que no intervalo de tempo que separa aquela jovem “certinha” e esta coroa que de certinha só tem a aparência, o mundo deu voltas e a turma mais nova encaretou muito. Não que minha geração tenha sido chegada a grandes revoluções nem nada, mas ultimamente tenho tido uma forte impressão de que quanto menor a idade, mais conservador (ou no mínimo alienado*) é o discurso. Conclusão: nem precisava eu mudar, bastava ficar parada no mesmo lugar. Hoje em dia qualquer quarentão (se for cinquentão, nem se fala) tem um potencial muito maior de chocar a turma na casa dos vinte do que o contrário. Tem que ver isso aí.

-Monix-

 * Palavra em desuso

Anúncios

5 Respostas

  1. Estava justamente conversando outro dia sobre isso com uma guria la do trabalho. Eu acho incrível como essa garotada hoje em dia é retrógrada, careta, e o que mais me choca, absurdamente machista. Eu fico me perguntando: onde foi que os pais liberais erraram? E principalmente (pq realmente não entendo msm): onde foi q a geração de mulheres feministas errou?

    Gostar

  2. É o movimento do pêndulo, né? Pra contestar pais com a cabeça aberta, os mais novos fecham. Uma pena, mas. (resta torcer pra que quando a “sanha contestatória” da juventude passar as coisas rumem para o equilíbrio – jovens, envelheçamm! 😉

    Gostar

  3. Nossa, concordo muito. Fico pasma como a moçada é moralista e careta. Não que eu não tenha sido uma jovem careta, mas moralista, não. E eu fazia um esforço enorme pra transgredir um pouco, o que não vejo nessa turma que parece poste.
    Beijos

    Gostar

  4. Também concordo com vc, Monix.
    No último Carnaval tive uma prova disso: eu e meu digníssimo marido nos esbaldamos nos blocos de rua e os filhos ficavam assustados com nossa disposição e “pagação de mico” com fantasias transloucadas… rs
    No entanto, os vizinhos do prédio, principalmente as senhorinhas, achavam um barato!! rs

    Bjs!

    Gostar

  5. Excelente texto, Monix. Realmente, “tem que ver isso aí”. Muito pano pra manga.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: