Aprendi com Jane Austen

Na última vez que estive em SP, parei na livraria do aeroporto de Congonhas para procurar um presente – que não encontrei – e acabei comprando um regalo para mim, um livro que me chamou a atenção pela capa e do qual nunca tinha ouvido falar: chama-se Aprendi com Jane Austen, um romance-ensaio-autobiografia cujo subtítulo diz tudo: “como seis romances me ensinaram sobre amor, amizade e as coisas que realmente importam”.
O autor, William Deresiewicz, apresenta uma mistura de análise dos seis livros publicados por Austen com fatos de sua própria vida, mostrando como a autora inglesa foi, de fato, uma mulher à frente do seu tempo, pela forma como retratou as mudanças que iam ocorrendo na maneira como as pessoas se relacionavam.
O livro me fisgou principalmente pelo fato de ter me explicado o porquê eu gosto de Jane Austen. Dela, li Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, e vi alguns filmes adaptados de suas obras (inclusive o delicioso As Patricinhas de Beverly Hills, que pouca gente sabe que foi inspirado no livro Emma, da autora). Mas para mim literatura é basicamente fruição, não costumo racionalizar os motivos de um livro ser bom ou ruim. O professor americano fez isso para mim. Se quiser saber também, leia. 🙂
-Monix-
%d bloggers like this: