Aprendi com Jane Austen

Na última vez que estive em SP, parei na livraria do aeroporto de Congonhas para procurar um presente – que não encontrei – e acabei comprando um regalo para mim, um livro que me chamou a atenção pela capa e do qual nunca tinha ouvido falar: chama-se Aprendi com Jane Austen, um romance-ensaio-autobiografia cujo subtítulo diz tudo: “como seis romances me ensinaram sobre amor, amizade e as coisas que realmente importam”.
O autor, William Deresiewicz, apresenta uma mistura de análise dos seis livros publicados por Austen com fatos de sua própria vida, mostrando como a autora inglesa foi, de fato, uma mulher à frente do seu tempo, pela forma como retratou as mudanças que iam ocorrendo na maneira como as pessoas se relacionavam.
O livro me fisgou principalmente pelo fato de ter me explicado o porquê eu gosto de Jane Austen. Dela, li Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, e vi alguns filmes adaptados de suas obras (inclusive o delicioso As Patricinhas de Beverly Hills, que pouca gente sabe que foi inspirado no livro Emma, da autora). Mas para mim literatura é basicamente fruição, não costumo racionalizar os motivos de um livro ser bom ou ruim. O professor americano fez isso para mim. Se quiser saber também, leia. 🙂
-Monix-
Anúncios

4 Respostas

  1. Participei no ano passado de um “clube do livro” sobre a obra de Jane Austen (era sobre um dos livros, mas discutimos muito mais do que o livro). O que mais me chamou atenção é que eu era uma das “mais velhas” que participou. Descobri que há um fã clube da Jane Austen na nova geração (meninas de 15-25 anos) que ainda vê a revolução dos costumes e o feminismo retratado na obra dela como algo atual.

    Gostar

  2. Fiz recentemente uma viagem a Inglaterra (Manchester) e resolvi visitar o Derbyshire, paisagem que serviu de inspiração para muito do que foi escrito em ‘Orgulho e Preconceito’. Visitei a casa e os jardins onde foi filmada a última versão para o cinema (Chatsworth House). O que é de admirar é ver como as pessoas naquela área se portam ainda de forma tão semelhante à descrita por Jane Austen. Com delicadeza e cortesia. Pareceu uma viagem ao passado. E ao reler ‘Pride and Prejudice’ me dei conta dessa coisa tão simples que é esse título, e que resume de forma tão cabal os desencontros que muitas vezes rondam as nossas vidas, sem que saibamos bem porquê.
    Bjs,
    Ana

    Gostar

  3. Adoro Jane Austen. Tenho os livros, vi os filmes e comprei outro dia, com minha filha, uma coletânea da BBC com 03 de suas obras. Colin Firth de Mr Darcy é tudo de bom. Vi o livro no aeroporto e fiquei com medo de ser caça níquel. Boa dica, Monix. Também não racionalizo muito sobre porquê gostei…Adoro legenda (rs).

    Gostar

  4. Caríssimas, euia responder uma por uma, mas os três comentários de vocês foram ótimos, cada uma me contando uma coisinha interessante: o clube do livro de jovens, a visita a Derbyshire, a coletânea da BBC (um dia hei de ver o maravilhoso Colin como Mr Darcy)… então só me resta agradecer a preferência, e as pegadas. 🙂
    Beijos
    Monix

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: