Dia 7 – Comédia-tonta-que-não-prejudica-os-neurônios

(Voltei, após uma pausa provocada pela calmaria cerebral das férias.)

Quando penso em comédia, meu primeiro instinto é dizer ”Kevin Smith” e encerrar o assunto, pois acho todos os seus filmes engraçadíssimos (com exceção do último, Red State, que não tem graça nenhuma).

Mas o caso é que a ideia é falar de uma comédia tonta, e com isso preciso buscar outra referência. As comédias de Smith não têm nada de tontas – pelo contrário, são até bastante reflexivas, eu acho.

Minha segunda opção seria citar um dos filmes do Sacha Baron-Cohen, provavelmente o Borat. Acho o estilo dele um caso único em que o grotesco consegue ser inteligente, e, consequentemente, me fazer rir. Mas também não seria justo classificar seus filmes como comédias que não prejudicam os neurônios.

 

 

Aí me lembrei de Trovão Tropical, filme divertido dirigido por Ben Stiller, um ator de quem nem sempre gosto justamente por seu estilo pós-pastelão, que muitas vezes fica apenas idiota. Mas neste filme tanto ele quanto Robert Downey Jr. E Jack Black estão em sua melhor forma, bobos e engraçadíssimos. Ri muito, sem perceber que estava rindo – e acho que isso diz muito sobre a qualidade de uma comédia.

-Monix-

Fim das férias

(hymntotheocean)

Helê

%d bloggers like this: