Dia 12 – Um Ano da História do Cinema

Na falta de um critério melhor, fui procurar as listas de indicados ao Oscar de Melhor Filme para tentar chegar a alguma conclusão.

Então pensei em subverter a regra que já estava subvertida – pois em vez de apontar o melhor ano da história do cinema, me propus a escolher um ano… e acabei ficando com dois. Os dois primeiros anos em que acompanhei a premiação, assisti a todos os filmes indicados, tive opiniões sobre eles e torci.

Em 1987, concorreram Esperança e Glória, Nos Bastidores da Notícia, Atração Fatal, Feitiço da Lua e O Último Imperador. Em 1988, foi a vez de Mississipi em Chamas, O Turista Acidental (que eu não gosto), Ligações Perigosas, Rain Man e (vejam vocês!) Uma Secretária de Futuro. Nem todos eles marcaram a história do cinema – aliás, quase nenhum deles, para ser honesta – mas aquele período foi, com toda a certeza, o mais importante para a minha história com o cinema.

-Monix-

 

 

100 anos da conquista do Pólo Sul

Roald Amundsen, na única foto da façanha, vencendo o britânico Robert Scott. De um tempo em que glória e fama eram obtidas em função de feitos realmente notáveis.

Início das comemorações in loco.

Helê

Ps: Até que a neve veio a calhar nesse também 🙂

%d bloggers like this: