Roubado

Para Pedro

Édouard Boubat     Untitled     1948

“ In some way, a photo is like a stolen kiss. In fact a kiss is always stolen, even if the woman is consenting. With a photograph it’s the same: always stolen, and still slightly consenting.”  Édouard Boubat

[De alguma forma, uma foto é como um beijo roubado. Na verdade, um beijo é sempre roubado, mesmo se a mulher concorda. Com o fotógrafo é igual: sempre roubado, ainda que ligeiramente consentido]

Anúncios

3 Respostas

  1. Considerei lindos: foto e texto poético e verdadeiro.
    É mesmo assim, sempre foi em tempos que a fotografia era vista como arte,
    e como tal, instantes surpreendentes se eternenizaram, nenhum retoque,
    tudo… na-tu-ral…
    Estamos vivendo momentos diferentes, em que rostos devem ser esfumaçados,
    desfocados para o jornalismo. Na fotografia artística, precisa-se de documentos legais, assinar contratos, só estas formalidades já embotam a iniciativa.

    O ‘clic’, já não é mais informal, espontâneo apreendido. Tudo agora tem que ser pré-projetos, projetos, planejamentos, tudo bem – quando se trata de algum trabalho científico – contudo o mesmo material para um trabalho científico seja ele arquitetônico, dentro da química, da biologia, da natureza enfim, é material de valor inestimável e imensurável em exploração e aproveitamento criativo da percepção!
    Mas… há sempre espaço e oportunidades para tudo.
    O artista desconsidera as dificuldades acadêmicas e legais, faz de outra maneira, mas nunca aborta sua sensibilidade e seu trabalho!

    Gostar

  2. Ah! concluindo, esta foto do Édouard Boubat, fecha de maneira linda
    e reflexiva ‘passado-presente-futuro’: O TEMPO, este penúltimo dia de 2011!
    Celebremos e sugiro a todos a música de Caetano Veloso,
    na voz de Maria Gadú: ‘Oração ao Tempo’, sua letra, tem passagens lindas, quem sabe… ela, (a moça da foto),
    não indagava, comentava, pedia, confessava, estudava possibilidades,
    se perdia naquele ano de 1948, com questões ontológicas que ainda são válidas; embora, o tempo atual nos torne práticos e rápidos,
    sentimentos já não podem ser rápidos, esquecidos e atropelados,
    se assim o fizermos haveremos de pagar um preço láaaa no futuro!
    Tenhamos cuidado, também não teremos esta dívida!
    Feliz 2012 para vcs meninas! e todos que lhes acompanham!

    Obrigada, Vanilda, pra você também.
    Aquele Abraço,
    Helê

    Gostar

  3. ô Helê, você acertou em cheio com essa imerecida dedicatória.
    A foto de Boubat é maravilhosa, tão poética quanto uma foto pode ser.
    E a citação segue-lhe o exemplo, tão carregada de verdade. Fotografia faz sentido quando se capta algo, quando se rouba algo. Algo que se transmite. Sem isso é uma imagem, apenas. Cores e formas, nada mais
    Do fundo do coração obrigado!
    P

    Você merece, Pedro.
    Beijoca,
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: