Elegância sutil

(evaixchelThe Hamer tribe touch of class – Ethiopia by Eric Lafforgue on Flickr via goodmemory)

Para mim, a ilustração perfeita para o verso de Caetano, “Quem não amou a elegância sutil de Dodô  Bobô?”, da canção  “Reconvexo“)

Helê

Anúncios

3 Respostas

  1. Pequeno detalhe, grande elegância….!

    Obrigada pelo comentário, Henrique; volte sempre, a casa é nossa :-).
    Helê

    Gostar

  2. Helê, sei que é sempre um risco desafiar (ainda mais publicamente) a privilegiada memória musical dos Silva Costa, mas a elegância sutil não seria de Bobô, aquele atacante do Bahia, em vez de pertencer ao fundador do trio elétrico?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: