Triunfo

“O segundo casamento é o triunfo da esperança sobre a experiência”. Aprendi essa frase com uns amigos que a citavam em tom de gozação, sacaneando-se mutuamente, já que vários haviam casado duas ou três vezes. Eu mesma, até ver um casal amigo reluzindo felicidade em fotos do feicebuqui, também a repetia com cinismo calculado, debochando da ingenuidade alheia. Mas algo no sorriso da Fernanda e no olhar do Maurício fez com que, depois de anos de convívio, eu olhasse para a frase e a compreendesse de uma maneira completamente diferente. O triunfo da esperança sobre a experiência. Uma conquista memorável, pois a segunda, implacável, parece invencível ante a primeira, cuja potência repousa na teimosa, que soa injustificável. E, no entanto, a esperança vence, logo ela, o azarão na disputa, o time pequeno; the underdog supera o previsível, o favorito e não apenas o derrota: triunfa, conseguindo uma vitória retumbante, goleada inconteste.

Vista desse novo ângulo, a frase engraçada vira quase poética, além de carregada daquela dose de obviedade indispensável às grandes verdades. Pensando bem, se a esperança não prevalecesse sobre a experiência a esta altura estaríamos extintos. A experiência ensina que sofremos e sofreremos, perdas são inevitáveis e o fim, certo. Mas a esperança nos acode e se impõe, débil mas determinada, quixotesca, com tamanha bravura que seguimos, incrédulos mas curiosos. O segundo casamento (ou até mesmo o 3º) reproduz essa crença atávica no incerto: teimamos em apostar no porvir, no desconhecido, no futuro e na possibilidade de fazer novamente, mas de um jeito diferente, melhor. Por isso resistimos, evoluímos, permanecemos.

Parabéns, Fefê e Maurício, por terem tido a coragem de triunfar. Sejam muito felizes! (E obrigada por me ensinarem novos significados para antigas frases.)

(Do Picsy)

Helê

9 Respostas

  1. Ô, querida, e eu perdendo essa homenagem linda. Muito obrigada. Só vc mesmo com sua sensibilidade pra captar tudo isso, mesmo de longe. Eu me sinto mesmo muito confiante em tentar de novo. E o Maurício também. Beijos

    Obrigada você, a vocês, por implodirem meu cinismo defensivo, hahahaha! E a esta altura da vida, poder mudar de opinião é uma oportunidade, me dá uma boa sensação de frescor – que bom que ainda tenho a aprender. Tudo de bom pra vocês!
    Bjm
    Helê

    Gostar

  2. Lindo, lindo, lindo.
    Fiquei, confesso, com vontade de conhecer Fernanda e Maurício…

    Bom ver você por aqui, Pedro ;-)
    Beijo,
    Helê

    Gostar

  3. Queria ter escrito assim que li o post, mas como foi no celular, me enrolei…rs

    Com a experiência adquirida de um primeiro relacionamento “ioiô”, seguida de um período de solteirice e autoconhecimento, acho que sabia bem o queria e não queria de uma nova relação… quando conheci o new love, tive logo a certeza de ter encontrado o companheiro ideal (com direito às suas imperfeições…).
    Acho que realmente não podemos nos fechar para o mundo (como dizia Silvio Santos: vamos abrir a Porta da Esperança!! rs) e devemos usar a experiência a nosso favor…

    Hahaha, Su, vc e seu bom humor! Fico feliz com seu triunfo, querida. Beijos, seja feliz!
    Helê

    Gostar

  4. ♥!

    Beijo, Paulinha; bom te ver por aqui.
    Helê

    Gostar

  5. Que lindo, Helê, mas é isso mesmo, histórias como a da Fefê dão muita quenturinha no coração mesmo.

    Não é? Nos dão coragem e…esperança.
    Bj, Dani.
    Helê

    Gostar

  6. Porque a experiência não apoiaria a esperança? Acho que se deveria escrever experança!

    Você foi uma das pessoas em que pensei quando terminei de escrever, Veterano, vc que também triunfou lindamente.
    beijos,
    Helê

    Gostar

  7. tanta emoção assim, logo de manhã… Valeu, querida, pela injeção de otimismo. Estou mesmo precisando! :)

    Vc, Dedear, que injeta otimismo na pessoa humana só com “bom dia”? Então tá, tó um bocado do tanto que vc já me deu :-)
    Bj,
    H.

    Gostar

  8. Lindo, Helê!
    O sorriso deles realmente esbanja felicidade!

    Foi exatamente como descrevi, Si, tudo surgiu a partir das fotos deles.
    Obrigada pelo comentário, beijo.
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: