Às vezes

Eu tenho 43 anos e isso me assusta, às vezes. Outras, nem tanto. Quando assusta muito eu paro de arredondar e corrijo para o 42, que é o certo.

*

Os programas de bicho na tevê me acalmam – mas só os tradicionais. Há uma nova safra, de caçadores, encantadores e domadores em que o que há de mais selvagem é o ego deles. Os da antiga escola costumam ter um narrador oculto, com voz pausada para descrever belas cenas. Têm um ritmo lento e seguro que atrai sua atenção, como um professor dedicado ao que ensina, quer você tenha ou não interesse – e você acaba tendo. São excelente companhia, esses programas.

*

Sim , eu deixo a tevê ligada para me fazer companhia. Confesso com alguma vergonha porque sempre achei isso um horror – gasta luz, é um hábito bobo, incapacidade para o silêncio, etcetera e tal. Dane-se, tenho 43 anos e às vezes eu moro muito sozinha.

Helê
%d bloggers like this: