Na fila

Na minha estante, tenho uma pilha de 25 livros formando uma “fila” de próximas leituras. Essa pilha vai aumentando e diminuindo meio que simultaneamente, alguns exemplares entram e ficam meses (ou anos) esperando para ser lidos, outros furam a fila e são lidos imediatamente. O critério é bem subjetivo, e nem eu sei explicar o que me faz escolher passar a leitura  de um romance histórico sobre Dom Pedro I e Domitila à frente de um Saramago inicial,  que me espera desde o ano passado. Tenho lá muitas obras de não-ficção, como a história de um menino-soldado , ou um romance sobre o período da reforma protestante na Inglaterra , além da interessantíssima história das células de Henrietta Lacks , nenhum deles ainda lido. Enquanto durou meu curso de pós-graduação, meu ritmo de leituras ficou bem mais lento. Agora estou retomando aos poucos o hábito.

Daí que depois de uma série meio repetitiva de livros com temática histórica, resolvi variar um pouco e peguei um livro que foi presente da doce Fefê,  amiga dos tempos remotos do Mothern. Ganhei em dezembro de 2010 e deixei quietinho na pilha, esperando chegar a hora dele. Invisível, de Paul Auster,  é um livro tão bem escrito que me fez lembrar por que gosto tanto do autor. Ainda estou bem no comecinho, mas acho que vou ler bem devagar para estender o prazer da leitura por bastante tempo.

-Monix-

Um post perdido

Mãe: aquela que acorda cedo, troca a roupa da filha, arruma a cidadã, se arruma, pega todos o brinquedos de praia, os protetores, cremes de cabelo, a roupa de saída de praia, as frutas e o biscoito, liga pra se encontrar com os amigos no local certo.

 Marido:  aquele que pergunta:  “Mas você esqueceu o óculos dela?!”

(Cycle of life (Growing up) Children)

Helê

%d bloggers like this: