Para tudo

Vamos brindar a ela. Um brinde ao riso largo, ao bom humor, à energia contagiante, ao poder agregador, à inteligência, à lealdade e integridade.

Um brinde a Helena.

 

Tim-tim!

-Monix-

Conhecendo as pessoas…

…pelas imagens que elas postam:

(do quadro Ilustras, do pinterest da Helê)

(Do quadro Travelling, da Ticcia Antoniete, a Mme. Mean)

Quer dizer.

Entendeu por que a gente é de núcleos diferentes da novela?

Glamour: um dia terei. (Beijo, Ticcia!)

Helê

Foto canção 3

“Let me be the one you come running to”

Let’s stay together, Al Green

Um verso primoroso, uma imagem cinematográfica, um pedido irresistível.

Bom, eu não resistiria. #ficadica #vaique #coraçãovagabundo

Helê

Pastilhas Garota (porque drops, só a Fal*)

Gente, eu fico angustiada quando passo muito tempo sem escrever, sabe? Como bem observou a Outra: é como se chegasse visita em casa e eu não tivesse nada para oferecer. Mesmo postando imagens, que eu tenho o hobby de colecionar, sinto saudades das palavras – e medo que elas me abandonem, como um amor não correspondido.

**

Mas há tempos de estiagem, sabemos todos depois deste inverno tórrido (que incomodou até mim, mes mis). E então há que se ter paciência e esperar que as palavras voltem, como um amor prometido.

**

Enquanto isso, a gente brinca de soltar estas pastilhas com pensamentos incompletos, impressões imprecisas e inutilidades variadas. É o que temos.

**

Por exemplo:  existe sexo que não seja selvagem? (Se tem, como chama?)

**

Kiwi: a materialização do conceito “Beleza Interior”.

Rinoceronte: hipopótamo sem acabamento

Sustentabilidade: sutiã com bojo.

**

Lembra que eu disse inutilidades?

**

Sim, piscamos o olho e Setembro já é vai se acabando, logo quando a gente começa a pegar gosto. Antes do fim, no entanto, mais uma primavera se inicia, mais um aniversário –  que eu adooooro comemorar (quando eu disser que não, apurem, porque algo não vai bem). É quando o menino, o moleque que mora no meu coração me alcança, dá a mão** e saímos correndo pelo parque, pegando doce e dando risada.  Festejemos, pois, desde já, e até o último convidado!

(FROM THE HEART por vijvijvij em Flickr)

Helê

*Drops da Fal, o legítmo, que não solta as tiras, não é byer mas é bão

**Citando Milton & Brant, of claro, “Bola de meia, bola de gude

No dia delas

“Imagino-te já idosa
Frondosa toda a folhagem
Multiplicada a ramagem
De agora”

(Flora, Gilberto Gil)

(Cherry Tree por CATeyes em Flickr)


(de Photography)

(Fuji Park, Japan –  ◆ COOL PHOTOS ◆)

(Jeff Tinker Photography – Bald Cypress ◆ COOL PHOTOS ◆ )

(Repinado de Trees por Nicole Espino)

(Repinado de Things for My Wall por Cristina Ruiz)

Helê

Salve os Erês!

Eu estava esperando pelo Dia da Criança, mas faltando pouco para o dia de Cosme & Damião (uma bela tradição carioca suburbana) os meninutudo  já começam a se agitar, antegozando a corrida por doces e brinquedos, iniciando um alarido que só acaba mesmo depois do  12 de outubro. Então saudemos desde já a criançada, a patota de Cosme, como cantou Zeca Pagodinho, esses pequenos seres sábios, destemidos e quase sempre super maneiros 🙂 .

(Repinado de Kiddos photo project inspiration por Ashley Gammill)

(De mdr5.tumblr.com)

(Repinado de Kiddos photo project inspiration por Ashley Gammill)

(BURMA-10278 ~ Steve McCurry’s Blog Repinado de ◆ COOL PHOTOS ◆ por Leslie Emory)

E essa aqui que, a meu ver, explica tudo:

“Qualquer um pode ser legal, mas ser incrível requer prática”

(Source: icanread)

Helê

Dancing with myself

Dance como se ninguém estivesse olhando.

É daquelas frases com as quais a gente esbarra muito na internet, em geral em conjunto com outros conselhos igualmente desejáveis e inexequíveis (como “ame como se nunca tivesse se machucado” – ah tá, a-hã, senta lá, Cláudia).

Acontece que  há um prazer singular em se deixar levar pela música de tal forma que a gente nem se dá conta disso — e, paradoxalmente, só a consciência do outro indica e registra aquele momento recém vivido em que se confundiram as margens da música com as nossas. Como diz a canção de Billy Idol, na interpretação de Kevin Mchale, do Glee:

“Well there’s nothing to lose
And there’s nothing to prove
And I’ll be dancing with myself”

 

(Source: indikidual, via algoparapostear)

(De sunshinepotamus.tumblr.com)

(Repinado de crianças por Beth Salgueiro)

(via Touched by Time)

Helê

%d bloggers like this: