Fridinhos

Combinamos um encontro no sábado, eu e mi Sócia, já que havia a possibilidade – coisa que a gente não desperdiça porque não abunda.  Como estaríamos as duas com filhotes, pairava a leve expectativa sobre como se entenderiam, já que amigas somos nós, eles têm uma relação compulsória e rarefeita. E como andam crescendo com uma rapidez desnecessária, alterando gostos, desejos e número de calçado numa piscada, nunca se sabe. Para nossa surpresa e alegria, se entenderam muito bem. Mais que isso, se e nos divertiram como poucas vezes aconteceu.  As duas personalidades luminosas e faiscantes não brigaram ou competiram, mas  uniram-se num dueto dançante hilário, falaram pelos cotovelos e combinaram futuros programas. Claro que permanecem amigos por efeito colateral, mais afeiçoados às respectivas turmas da escola e outras.  Nada garante que no próximo encontro reinará a harmonia entre eles. Mas ver as duas pessoas que a gente mais ama tendo um bom momento juntas me deixou particularmente satisfeita, como se a nossa própria amizade se esparramasse pros nossos filhos. Prazeroso perceber essa possibilidade da amizade dos nossos, ramificação do nosso carinho, que se fortalece a cada gargalhada compartilhada.

Eu ainda e sempre agradeço essa nossa parceria, Sócia; ver o reflexo dela nas crias é mais um dos muitos bônus desse nosso encontro feliz e fértil. 

 2013-12-28 20.43.02

Dançando na pizzaria

Helê 

Anúncios
%d bloggers like this: