Evoé!

Não se deixem enganar por calendários, convenções, autoridades (argh): o carnaval já começou. Apesar da insensibilidade dos clientes que marcam reuniões, da inocência de professores que esperam atenção, da frieza de chefes que mantêm expedientes, da rigidez de cônjuges que pleiteiam exclusividade, o entrudo (uia!) já se instalou no coração dos homens e mulheres de muito boa vontade e alegria ainda maior. Desfraldado o Estandarte do Sanatório Geral. Então, por favor, não me venham com realidade, seriedades, gravidades. Como diz Juan Luiz Guerra na canção que eu adoro, “ya no me importa si hay luz en el barrio o aumentará la inflación”. Não esperem minha adesão a nada que não envolva samba, fantasia, gargalhadas y confetes. Enquanto os homens exercem seus podres poderes, vou buscar leveza e graça porque meu coração já se agita e palpita mais ligeiro. Vou ali brincar o carnaval com a minha turma – e modéstia parte, “nossa gente é quem bem diz é quem mais dança”. Bom carnaval pra geral!

Imagem*

Helê – quem mais? 😉

*Essa é uma gif animada, ou deveria ser

%d bloggers like this: