No balcão

2014-05-21 16.54.27

 

“Um homem quando está só, precisa tanto dum balcão de um bar como do ar para respirar. É que o balcão engrandece a solidão, uma mesa reprime-a. Um balcão é um tapete de boas-vindas a quem anda sozinho pelas ruas, uma mesa é um dedo acusador. “Estás sozinho e aqui só se sentam pessoas acompanhadas”, diz-nos. É triste, mas é assim.”

Do sempre interessante “Não compreendo as mulheres“.

Foto tirada em um balcão do Eataly.

Lembrei demais desse texto em Nova York, onde os balcões dos bares deixaram minha solidão tão à vontade que algumas vezes ela saiu para dar voltas enquanto eu conhecia gente nova. 😉 . Apenas  um comentário breve para começar a falar da viagem e botar azeitona nessa empada que eu adoro – leiam o texto completo, perambulem pelo blog do moço;  vale a pena.

Helê

%d bloggers like this: